A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: Vulcão da corrupção bolsonarista chamusca a oposição na Paraíba. E pode tostar…

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Muito ruim para a oposição, na Paraíba, a erupção do vulcão da corrupção bolsonarista.
No ritmo que vai, a lava da corrupção bolsonarista vai tostar o projeto oposicionista que, aqui, tem a marca muito nítida do bolsonarismo.


Em tempo: experiente que só ele, não terá sido por prever esse desmoronamento que o ex-governador Cássio preferiu se manter à distância das articulações da oposição?


Retomando: qualquer articulador político de bom senso irá sugerir à oposição que descole o quanto antes da onda ultraconservadora do bolsonarismo, porque senão irá junto com o “mito” e a filharada toda.

Ora, a coisa já não está boa para oposição, por falta de bons candidatos, e agora essa pecha de bolsonarista corrupto às vésperas de um ano eleitoral…

Desmoronamento


A casa está caindo para Bolsonaro e família. Se vai desmoronar por completo, só o tempo dirá. Mas a avaria já é grande.


Primeiro, com as denúncias (em vias de comprovação) de operoso esquema de corrupção na compra de vacinas; segundo, com os áudios de uma ex-cunhada do “mito” envolvendo-o totalmente nas maracutaias das rachadinhas de dinheiro público.
Está no chão a máscara da idoneidade, da honestidade e do discurso anticorrupção de Bolsonaro e seus seguidores.

Novidade?


A menos que seja idiota ou simplesmente fanático, ninguém que acompanha mais atentamente a política brasileira – ou com o mínimo de bom senso – jamais acreditou na farsa da honestidade e a anticorrupção nas ações de Bolsonaro e os seus.
Ora, convenhamos: Jair Messias Bolsonaro passou quase três décadas integrando o baixo clero da Câmara Federal; um ilustre desconhecido no parlamento; ninguém se lembra de ele ter jamais subido à tribuna; e durante todos os mandatos apresentou apenas três matérias de relevância nenhuma (uma a cada dez anos). Segundo o noticiário.


Com esse invejável currículo parlamentar, Jair Bolsonaro nunca perdeu uma eleição. E não só isso: de quebra, ainda elegia os filhotes.

Eleições conquistadas a partir do que? De ação parlamentar? Como assim, se praticamente não havia? Enfim, o que tanto seduzia o eleitorado pelo bolsonarismo?..
Aguardemos os próximos capítulos!

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe