A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: Um é bom, dois é bastante e três é demais!

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Efraim Morais Filho, é um jovem político paraibano em ascensão, originário de uma família de políticos. Seu pai, Efraim Morais, encerrou a carreira política no legislativo como Senador da República, muito embora continue a servir ao estado paraibano como secretário de estado.

Efraim Filho, está no quarto mandato como Deputado Federal e com sangue novo fervendo para alçar vôos mais altos. O seu objetivo, no momento, é buscar uma cadeira no Senado Federal, (filho de gato, gatinho é). Você pode perguntar: “Tem Efraim Filho, cacife e autoridade legislativa para tentar esse voo?” Eu diria que sim. Tenho lido sua biografia política e ela comprova essa minha afirmação.

Um excelente político paraibano, com metas cumpridas em favor do estado nordestino e da nação brasileira. Não é fácil em uma eleição que se avizinha e que só oferece uma cadeira para cada estado no legislativo mais alto de Brasília. Temos outros concorrentes que também são capazes, porém, Efraim, sem dúvida é a estrela do momento.

Não é elegante, nem sábio neste momento a Paraíba eleger mais um senador partindo de Campina Grande e muito menos quando aquela cidade já está bem representada com dois assentos no Senado. Nada contra a bela cidade de Campina Grande (Rainha da Borborema).

Em um estado, os poderes políticos devem estar bem distribuídos geograficamente, para que não haja um desbalance na conjuntura política do local. Efraim Filho é originário de João Pessoa, onde nasceu sua família tem forte influência política no interior do estado.

Daí eu poder afirmar: esse jovem, traz sangue novo e deve ser eleito no próximo desafio das urnas em outubro de 2022 ao Senado Federal. Quanto a Campina Grande, que já está bem representada em Brasília com dois senadores: um é bom, dois é bastante e três é demais. Efraim Filho é o nome forte para 2022.

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      32
      Compartilhe