A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: Réquiem a João Henrique, que cumpriu sua missão e combateu o bom combate

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Eu peço desculpas aos leitores, mas principalmente aos familiares do deputado estadual João Henrique (PSDB). Faz-se necessário registrar sua atuação efetiva na política paraibana, em especial seu aporte político, qual seja; o estimado Cariri. E aqui reside meu refúgio. Não prolongar sua vida pública ao informar que estava ele em seu quarto mandato na Assembleia Legislativa da Paraíba sem alarde, mas um líder que foi, além de parlamentar, juiz eleitoral no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB). Em momento oportuno escreverei sobre.

Confesso que pouco tive contato com o tucano, por ser ele muito reservado. Preferia os bastidores, as articulações com seus correligionários. Com o povo. Na Assembleia Legislativa era um conciliador. Particularmente nunca vi, ouvi ou presenciei qualquer ato de destrato para com os colegas. Não! Chegava cedo. Sentava-se na sua cadeira e iniciava seus trabalhos de forma silenciosa. Era assertivo e justo.

Esposo da deputada federal Edna Henrique (PSDB), cuja parlamentar expressou toda sua dor na passagem do seu marido, ao dizer, de forma saudosa em rede social: “Como explicar o tamanho da dor que estou sentindo nesse momento, meu coração esta sangrando, despedaçado, eu realmente não sei como deixar ir o amor da minha vida, pai dos meus filhos, meu exemplo de vida e garra”. O que devo comentar? Absolutamente nada!

E digo, leitor, que independente da Covid-19 que ceifou a vida do deputado, não há a menor possibilidade de falar sobre política, exceto que a deputada Jane Panta (PP), agora titular da cadeira, é uma parlamentar de pura excelência.

Por fim, embora não seja Católico, um réquiem cabe ao saudoso João Henrique que, por sinal, serviu à nossa briosa Polícia Militar. Requiem aeternam (‘repouso eterno’) para João Henrique! Cumpriu sua missão, deixou seu legado.

Por fim, uma mensagem bíblica que acho bela, e cabe em tal contexto: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda. Procura vir ter comigo depressa”. 2Timóteo 4:7-9.

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe