Por Eliabe Castor

O assunto é delicado, mas deve ser abordado, pois a transparência referente a figuras públicas, em muitos casos, é fundamental. E aqui falo do deputado federal Damião Feliciano, principal liderança do PDT na Paraíba.

Internado desde meados de fevereiro na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, estando o parlamentar em tratamento da Covid-19, nada se sabe sobre seu estado clínico, o que vem gerando especulações diversas e preocupação não só dos seus eleitores, mas do povo paraibano como um todo.

É claro que a família tem o direito de permanecer em silêncio sobre o estado de saúde de Feliciano, mas também o dever de informar à sociedade o que de fato está acontecendo com o parlamentar, mesmo sem muitos detalhes.

Além de deputado federal, Damião Feliciano é médico cardiologista, e nesse prisma, penso eu, dar-se outro motivo para a quebra de tamanho silêncio, pois os familiares do pedetista certamente estão habituados ao “clima hospitalar”. Calar-se em horas agudas gera dor e aflição para todos.

E aí repito: Damião Feliciano, assim como sua esposa, a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) – que também contraiu a Covid-19 – são figuras públicas. E nesse aspecto questões de cunho familiar merecem reserva, o que não é o caso em pauta, pois o coronavírus, em todos os aspectos, deve ser tratado com clareza para o bem comum. Inclusive com o máximo de informação.

Outros parlamentares que contraíram a Covid-19

Cito casos de outros parlamentares paraibanos que contraíram a enfermidade. Talvez o mais emblemático tenha sido o do ex-senador José Maranhão. Diariamente era lido pela equipe médica um boletim informando o quadro clínico do paciente.

A família compartilhou suas dores e alegrias com o povo. Correligionários e adversários políticos do ex-senador emitiam gestos de solidariedade para os familiares. Infelizmente Maranhão não suportou e veio a óbito, mas a lição de luta ficou na história, ajudando, inclusive, outras famílias que passaram pela perda de um ente querido minimizar a dor ou dar mais força àquelas que viram seus parentes se recuperarem.

Outro exemplo de sobriedade familiar está no deputado estadual Manoel Ludgério (PSD). Ele e sua esposa, a vereadora de Campina Grande, Ivonete Ludgério contraíram a Covid-19. O casal foi diagnosticado em março.

O deputado e sua esposa não omitiram nada sobre seus respectivos quadros de saúde, utilizando, inclusive, as redes sociais para agradecer os gestos de carinho e mostrar que a Covid-19 é uma enfermidade extremamente letal, mas que pode ser vencida.

Outros parlamentares, como os deputados estaduais Raniery Paulino (MDB) e Camila Toscano (PSDB) também foram acometidos pelo coronavírus e deixaram um canal aberto com o povo, o que é o correto a ser feito, afinal, todos são figuras públicas, e como tais, devem ajudar a combater eventuais tabus para desmistificar os efeitos nefastos da Covid-19.

Por fim, a coluna deseja a recuperação do deputado Damião Feliciano, no desejo da família partilhar algum tipo de informação sobre o parlamentar e, assim, deixar o povo informado em relação ao quadro de saúde do pedetista.

Por Eliabe Castor

Notícias relacionadas

Após convite de Pedro para ir para o PSDB, Nilvan sentencia: “Vou analisar”

Nesta quinta-feira (06), o comunicador Nilvan Ferreira (MDB), que ficou em 2º lugar nas eleições municipais de 2020 para a Prefeitura de João Pessoa, confirmou durante entrevista ao sistema Arapuan…

Adversários em 2020, Ruy vê com naturalidade chegada de Nilvan ao PSDB

O deputado federal Ruy Carneiro (PSDB) vê com bons olhos a chegada de Nilvan Ferreira (MDB) ao ninho tucano na Paraíba. A notícia da possível filiação do comunicador à legenda…