Por Eliabe Castor

Estivesse eu no futuro incerto das cartas de tarô, bola de cristal, feng shui, candomblé ou até mesmo nos efeitos “milagrosos” das igrejas pentecostais, aí valendo o catolicismo, que não é do seguimento pentecostal, observaria com atenção todos os ritos. Tenho meu profundo respeito a todas as denominações religiosas.

Não é o caso de gerar atritos, mas tenho direito à expressão, não podendo ficar em dívida ou situação vexatória dos credos que mencionei, ou deixei de mencionar, pois alguns deles se confundem com a atual política nacional, o que é lamentável.

Mas afinal, quem tem “maior” direito religioso em um país totalmente laico como o Brasil? E digo a você: nenhuma ordem religiosa tem mais ou menos direito. Está inviolável na Constituição Brasileira: “A liberdade religiosa é garantida pela Constituição de 1988 e está descrita no artigo 5º, que possui 77 incisos sobre os direitos fundamentais garantidos aos cidadãos”.

Então está tudo acertado. Se o presidente da República, Jair Bolsonaro, tem seu credo, suponho, baseado no pentecostalismo, significa que outras ordens religiosas são “demoníacas?”. É claro que não! Ou os bolsonaristas discordam, pois eles são oposição a tudo o que não é espelho? Grandes querubins da ordem e “amor”?

Longe da legalidade constitucional, um pequeno grupo, acho que se chama “300 do Brasil”, em um patético plágio da famosa batalha e exército espartano de Termópilas, que lutou até o último homem contra forças superiores de Xerxes I, nem chega perto dos valentes e éticos guerreiros da antiguidade.

A única coisa que me chama a atenção desse grupelho é uma moça chamada Sara Fernanda Giromini, extremista de direita que adotou o pseudônimo Sara Winter, e cumpre mandado de prisão de outras cinco pessoas investigadas por exercerem atos antidemocráticos. Só isso! Nada mais para a história. Ela é um vazio!

E pelo sim, ou pelo não, vou me abster da minha ordem ou doutrina religiosa por um único motivo: minimizar os atritos entre facções políticas, e não partidárias. Esse é meu pensamento, e ponto final, ok? Fascismo nunca mais! Só para os débios -mentais. É só pra rimar. Não foi com você, claro!

 

Eliabe Castor
PB Agora

Por Eliabe Castor

Notícias relacionadas

Opinião: Na Paraíba, donos de partidos não permitem o surgimento de novas lideranças

Os partidos no Brasil se transformaram em patrimônios de alguns, de famílias e de velhas raposas políticas. Na Paraíba, nem se fala… Aqui, quase todas as legendas pertencem a alguém. …

MDB quer Nilvan na sigla, mas lutará por apoio à reeleição de João

Ter a permanência do comunicador Nilvan Ferreira nos quadros do MDB e, ao mesmo tempo, lutar para que os correligionários apoiem a reeleição do governador João Azevêdo (Cidadania) nas eleições…