O município do Conde está, mais uma vez, passando por fortes “abalos sísmicos”. Os tremores foram identificados após a prisão da prefeita Márcia Lucena (PSB), presa na manhã desta terça-feira, em decorrência da sétima fase da Operação Calvário.

Ela é acusada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba como sendo responsável pela estruturação das fraudes na Educação do estado, pasta que foi chefe na gestão do ex-governador Ricardo Coutinho, que também teve sua prisão preventiva decretada.

Pesa contra ela, Coutinho e outros agentes políticos e intermediários do esquema criminoso a acusação de fraudar procedimentos licitatórios e em concurso público, além de corrupção e financiamento de campanhas políticas e superfaturamento em equipamentos, serviços e medicamentos.

E nesse tremor ocorrido hoje, veio à mente daqueles que habitam o Conde a triste recordação que a antecessora de Márcia Lucena, Tatiana Lundgren Correa de Oliveira, também foi presa. Sua detenção ocorreu no mês de março deste ano.

Contra ela e outros agentes ligados à sua gestão pesa a denúncia lavagem de dinheiro, havendo prejuízo aos cofres públicos do município a soma de R$ 620 mil. Como Márcia Lucena, Tatiana Correa foi presa após ser investigada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba.

E nesse turbilhão de grades, algemas, viaturas com sirenes ligadas e forte aparato policial, fica o gosto amargo no paladar cidadão condense. O amargor dos desesperados. Um sentimento de impotência por terem duas gestoras, de forma sucessiva, envolvidas em escândalos de corrupção e pouco trato com a “coisa pública”.

Por fim, resta rogar para que dias melhores cheguem ao Conde, sendo extensivo o mesmo desejo à Paraíba e seu povo. Que a justiça seja aplicada de forma ampla, dando espaço, claro, para a defesa dos envolvidos nesse mar de incertezas e dor chamado Calvário.

 

Eliabe Castor
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Zennedy Bezerra desiste de candidatura para atuar contra o coronavírus na PMJP

O combate ao Covid-19 fez com que o secretário Zennedy Bezerra (PV) desistisse de deixar seu cargo na Secretaria de de Desenvolvimento Urbano de João Pessoa. Por lei, o secretário…

Opinião: isolado internacionalmente e até na gestão, Bolsonaro começa a apodrecer

Pelas informações que circulam nos bastidores de Brasília, a cada dia com uma frequência maior, o presidente Jair Bolsonaro demonstra estar passando por uma situação que, em se agravando mais…