Por pbagora.com.br

Nas entrelinhas, a ‘recomendação’ da executiva estadual do Patriota na Paraíba para que o partido renuncie à candidatura própria em Campina Grande só beneficia um nome em especial – o do ex-deputado e também candidato na disputa da Rainha da Borborema, Bruno Cunha Lima (PSD).

O prefeitável tem o apoio de Romero Rodrigues (PSD), atual gestor, que, por sua vez, tem a simpatia de nada mais nada menos que a do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido). Em recente visita ao estado, inclusive, foram Romero e Bruno que ficaram lado a lado ao presidente, posando para fotos, colhendo os frutos, ainda altos, da popularidade de Bolsonaro.

Atento a essa movimentação, o deputado estadual Wallber Virgolino, que é candidato à prefeitura de João Pessoa, e é também o presidente do Patriota no Estado, deu seu golpe de misericórdia ao emitir uma nota à imprensa nesta segunda-feira (19) se posicionando publicamente pela retirada da candidatura própria do seu partido na Rainha da Borborema. A decisão reduziria de quatro (Ana, Edmar, Inácio, Olímpio) para três as vogais (Ana, Inácio, Olímpio) no páreo, dando um fôlego a mais para a única consoante (Bruno) na disputa.

Wallber sabe que a simpatia do presidente da República à postulação do candidato de Romero tem peso e pode respingar com um aceno à sua postulação na Capital nessa reta final de campanha. Trecho da nota emitida pela executiva do Patriota deixa claro isso:

“O presidente Jair Bolsonaro está alinhado com o projeto do atual prefeito Romero Rodrigues, sendo impertinente ao Patriota o lançamento de uma candidatura de oposição, pois ninguém é candidato de si mesmo. Portanto, não somos oposição em Campina Grande”

A decisão a menos de um mês para as eleições municipais, ainda sem nem mesmo ter sido divulgada uma pesquisa eleitoral, mostra um Patriota estadual que aposta alto. Vislumbra um cenário alvissareiro para Bruno Cunha Lima na disputa na Rainha da Borborema – que muitos indecisos ainda desconhecem – e se antecipa aos fatos.

A nova estratégia pode ser benéfica não apenas para 2020, mas também para 2022.

O fato é que o Patriota não subestima o poder e a popularidade Bolsonaro nem as chances de vitória do candidato de Romero, por isso prefere unir forças agora a ter que colher os frutos de uma derrota anunciada.

REAÇÃO

Diante da movimentação, o candidato do Patriota Edmar Oliveira contra-atacou e acusou Wallber Virgolino de ter se apropriado dos recursos que deveriam ser destinados às campanhas eleitorais nos municípios paraibanos, concentrando tudo para si em João Pessoa. Edmar alega que Virgolino recebeu quase meio milhão de recursos em sua conta de campanha já que o diretório estadual do partido está proibido de receber a verba.

PROVAS

O prefeitável campinense garantiu ainda ter provas e que manteve conversa com o presidente nacional do partido sobre o assunto do dinheiro. “Foi acordado, juntamente com o mesmo (Wallber Virgolino), de fazer o repasse para os municípios. Eu não estou pedindo dinheiro do bolso de ninguém, isso é dinheiro que vem de recurso do TSE. Tudo o que eu estou falando, eu tenho provas – declarou em entrevista a uma emissora de rádio.

REFLEXÃO

O ex-senador José Maranhão (MDB) tem comemorado o desempenho do apresentador Nilvan Ferreira (MDB) na disputa pela sucessão na Capital e aproveitado para cutucar os adversários. Sem citar nomes, durante discurso no lançamento do comitê da juventude em João Pessoa, o mestre de obras atentou para o fato de alguns tentarem se apresentar como salvadores da pátria, quando, na verdade, estão apenas tentando salvar a si mesmos e, não percebendo que os tempos mudaram, acabaram caindo nas próprias armadilhas, agora sem discurso e sem moral.

NA UEPB

O reitor Rangel Júnior, que se despede do comando da UEPB no final desse ano, postou um vídeo no Instagram para rebater algumas acusações que têm sido trazidas a público no meio do processo eleitoral para sucessão na entidade. Em sua fala, sobrou até para um certo ex-governador que, segundo Rangel, passou um tempo procurando algo para acusar a administração da universidade, mas nunca conseguiu. “A montanha rugiu, rugiu e pariu um rato”. Atualmente governo estadual e gestão da UEPB seguem em sintonia, apesar de ainda divergirem sobre o orçamento para a universidade.

View this post on Instagram

Esclarecimentos à comunidade da UEPB

A post shared by Rangel Junior (@rangeljroficial) on

JÁ EM BAYEUX

Informações de bastidores dão conta que a prefeita da cidade de Bayeux, Luciene de Fofinho, que tomou posse há poucos meses no cargo, deve comparecer à delegacia da cidade para prestar um depoimento à polícia. O motivo, por enquanto, ainda é mistério.

 

Márcia Dias
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Na mira do MP: 22 prefeitos não assinaram acordos para o fim dos lixões na Paraíba

O Ministério Público estadual (MPPB) deu prazo de um ano para que prefeitos paraibanos fechassem lixões e dessem destino adequado a resíduos sólidos – o prazo será encerrado em 1º…

Xadrez político: bastidores apontam novo destino partidário para Veneziano

O senador Veneziano Vital do Rêgo é filiado ao PSB na Paraíba, mas, em breve, pode voar para outra freguesia. Apesar de especulações apontarem que ele estaria cotado para assumir…