A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: Marcelo Queiroga ensaia uma candidatura na Paraíba, mas sofre com a popularidade em declínio de Bolsonaro

O cenário é óbvio! A popularidade do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) está em queda livre. Pesquisas dos mais variados institutos apontam para tal fato. Extremista, o inquilino do Palácio do Planalto, por exemplo, foi esquecido, literalmente, na última cúpula do G20 (grupo das 20 maiores economias do mundo) no mês de outubro.

Exceto o presidente italiano, Sergio Mattarella, anfitrião do evento que, pelo protocolo, se encontrou com todos os líderes presentes em Roma; o chefe do poder Executivo do país foi ignorado por seus colegas. E agora não é preciso se estender em grau elevado de sensatez e lógica.

Quem figura em seu governo tem o mesmo destino: a da mais pura desconfiança do povo brasileiro, ou a maior parte dele, até estando em tal cenário boa parte daqueles que acreditaram nas promessas de campanha do ex-capitão. E aqui aponto o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, como “parceiro” desse naufrágio.

Estando seu nome no relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, o documento sugere o indiciamento de Queiroga pelo crime de epidemia com resultado morte e prevaricação. Diz, o cardiologista paraibano, não está preocupado com o que poderá responder.

Isso é interessante, pois as falas de qualquer suspeito estão baseadas no direito legítimo ao contraditório. Contudo, muito mais que seu papel à frente do Ministério da Saúde, Queiroga é o “queridinho” de Bolsonaro para disputar um assento no Senado ou até mesmo disputar o governo da Paraíba.

Informações da mídia nacional, e da própria imprensa paraibana, coletam indícios que Marcelo Queiroga disputará algum cargo eletivo na Paraíba. E pelo que se observa – mesmo o ministro informando que não – sua presença constante no estado é forte indicativo que sim.

É provável que ele (Queiroga) buscará mais um sacrifício em nome da agenda política de Bolsonaro. Talvez busque ser postulante a algum cargo eletivo (na majoritária) por ser ele o maior expoente do governo federal em terras paraibanas.

Um “choque” político que nada beneficia Queiroga e Bolsonaro na Paraíba

Mas há problemas na possível candidatura de Queiroga; e cito como exemplo aqueles que já colocaram seus respectivos nomes na lista para o Senado. Os deputados federais Efraim Filho (Democratas) e Aguinaldo Ribeiro (Progressistas), ambos do chamado Centrão que, ainda, dão sustentação ao mandatário da nação. Bolsonaro romperá com eles antes da hora?

Ainda há outro probleminha no “quintal” político paraibano. O presidente estadual do PL, o também deputado federal Wellington Roberto luta para trazer à sua legenda partidária, em perfeita sincronia com o presidente nacional do seu partido, Valdemar Costa Neto, o “mito” Jair Messias Bolsonaro.

E aí reside outro problema de cunho paroquial, mas que supera os muros da Paraíba e vai até Brasília. Pretende, o parlamentar liberal, ter o apoio do ex-capitão à candidatura dos seus filhos Bruno Roberto ao Senado Federal e à reeleição do deputado estadual Caio Roberto. E, caso Queiroga se filie ao PL, ficará difícil um acordo se for decidido – pelo presidente da República – que o atual ministro da Saúde busque uma vaga senatorial.

Queiroga para governador da Paraíba?

Caso Marcelo Queiroga esteja disposto a defender o governo Bolsonaro até o fim, será mais “leve” para o próprio ministro tentar ocupar o Palácio da Redenção, filiando-se ao PTB, cujo diretório estadual tem à frente o comunicador Nilvan Ferreira. Desta forma, o cardiologista paraibano não entraria em rota de colisão com a direita paraibana e o Centrão. É uma opção para o médico não se tornar o monstro dentro da sua própria linha de pensamento partidária e ideológica.

PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe