Por pbagora.com.br
Foto: Nelson Jr./ ASICS/TSE

O quadro sucessório visando as eleições municipais em João Pessoa já registra 16 pretendentes ao cargo hoje ocupado pelo prefeito Luciano Cartaxo e, diz-se, um décimo sétimo estaria para surgir.

A julgar pelos históricos de campanhas eleitorais passadas, a maioria deles é oportunista querendo amealhar alguma vantagem durante o inevitável processo de afunilamento das candidaturas.

Desses tais 16 pré-candidatos, provavelmente restarão seis ou sete e olhe lá. O restante vai pro bisaco que tiver mais milho.

Quem fica
Embora a futurologia não seja um exercício recomendável no jornalismo político, arriscamos afirmar que destes nomes ventilados como pré-candidatos, até a data de registro das candidaturas, restarão apenas: Cícero Lucena, Anísio Maia, Nilvan Ferreira, Ruy Carneiro, Edilma Freire e, dependendo dos desdobramentos da Operação Calvário, Ricardo Coutinho também. Raoni Mendes também tem se mostrado disposto a permanecer na raia até o fim.

Em tempo: Todos esses que restarão na raia da disputa torcem e pedem a Deus para que Ricardo não possa se lançar candidato, porque a eleição com Ricardo terá um curso e, sem ele, um desdobramento completamente diferente.

E João?
A grande pergunta que se tem feito nos meios políticos é: Quem será o candidato do governador João Azevêdo?

O deputado estadual Wilson Santiago Filho, em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta segunda-feira (3), garantiu que a sua pré-candidatura está posta na mesa do governador João Azevêdo. Com isso, o parlamentar quis dizer que provavelmente terá o apoio do Palácio da Redenção.

Coronavírus
No eixo Rio-São Paulo-Brasília, a tal flexibilização nas normas de enfrentamento ao coronavírus está se configurando numa emenda que saiu pior que o soneto. Pelo menos para o setor de restaurantes.

O empresariado da gastronomia pressionou as autoridades a flexibilizar, os restaurantes fizeram novos investimentos para se adaptar ao protocolo de controle de segurança, mas a clientela não compareceu.

Resumo da ópera: o prejuízo foi bem maior.

 

Wellington Farias
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente do PT-PB alfineta atentado sofrido por Nilvan Ferreira

O presidente do PT na Paraíba, Jackson Macêdo, engrossou ou coro daqueles que julgam o atentado sofrido por Nilvan Ferreira (MDB) nesse domingo (27) como uma armação de campanha. Indiretamente…

Mesmo com pedido de impuganação de registro, Anísio inicia campanha em JP

Apesar do pedido de impugnação do registro de sua candidatura, protocolado pelo Ministério Público Eleitoral, o deputado estadual Anísio Maia, do PT, deu início, neste domingo (27), à sua campanha…