A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: Finalmente encontrei um político 100% honesto!

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Faz anos que ando a procura de uma biografia que me relate a existência de um político puramente honesto, que viveu no passado ou tenha suas pisadas bem vivas num período recente. Na verdade, confesso, que foi difícil encontrá-lo. Fiz pesquisa em famosas enciclopédias em todos os continentes que formam o nosso globo e em biografias confiáveis. Fui buscar nos porões do centenário New York Times (170 anos), dei uma volta na biblioteca britânica e pesquisei nas folhas envelhecidas do London Gazette (356 anos), e tive o atrevimento de ir à terra do inventor da imprensa, Johannas Gutemberg na Alemanha, 🇩🇪 visitar o Museu Gutemberg, onde encontrei um exemplar empoeirado do jornal: “Avisa Relation Oder Zeitung” do ano 1605, confesso, que fiquei desanimado.

As esperanças estavam esvaindo-se por não conseguir meu objetivo: encontrar uma biografia fidedigna de um político exemplar, onde o espírito de corrupção mental e real não houvessem tocado sua vida, porém, como diz o livro Sagrado em Provérbios 24.10: “Se te mostras fraco no dia da batalha, a tua força será considerada como pequena”, por isso, não desanimei e dei continuidade ao meu trabalho duro e difícil. Na minha cabeça eu tinha a confiança que iria conseguir o meu objetivo. Vivendo a realidade política dos nossos dias, na verdade não sei como encontrei forças para continuar na minha jornada com determinação, ao presenciar na atualidade, dias de políticos de caras lavadas e sem nenhum pudor, nos faz muitas vezes perder forças e desacelerar o carro exatamente quando estamos no final da corrida.

Foi quando resolvi buscar a biblioteca de sessenta e seis livros que é milenar, a que nenhum crítico, seja na área que for, jamais conseguiu refutá-la sem ser envergonhado diante da sua verdade absoluta. Deparei-me ao analisar de um modo minucioso e analítico, a biografia de um dos muitos políticos que ela menciona e fiquei estarrecido com essa assombrosa declaração: “Agora há uma autoridade suprema terrenal entre vós; quanto a mim”, disse o velho e experimentado político, “já estou velho e de cabelos brancos, e minha família está em meio a vós; eu vos tenho liderado desde a minha juventude até a dia de hoje. Aqui estou!”. Abriu o velho político os braços e gritou com todas as forças dos seus pulmões: “Testemunhai contra mim diante do Soberano Deus e dos homens! De quem roubei um boi? Ou de quem tomei um cavalo, morgan, clydesdale ou mustang? Ou a quem tenho oprimido? Ou da mão de quem tenho recebido suborno para encobrir os meus olhos com ele? Se fiz uma dessas coisas, eu vos restituirei. Toda gente em coro respondeu: em nada nos defraudaste, nem nos oprimiste, nem tomaste coisa alguma da mão de ninguém.”

Fiquei petrificado. Comecei a ler o texto sem antes me dar conta do nome exato da enciclopédia que tinha em mãos, e tão pouco quem era o político que estava a fazer tão extraordinária declaração. Na verdade, de início abri a enciclopédia de improviso e meus olhos já caíram no texto. Disse para mim mesmo: antes de averiguar o autor dessa grande afirmação, irei fazer minha análise de quem pode ser ele: um grande estadista inglês? Um filósofo grego? Um inventor alemão? Um banqueiro judeu? Um magnata americano? Nenhum deles. Há mil anos antes de Cristo, esse homem existiu e esteve à frente de um povo. O velho governador, estadista, profeta, sacerdote e juiz, Samuel. Ele viveu em dias bem parecidos aos nossos: dias corruptos e depravados, na transição da era dos juízes aos reis de Israel. O texto bíblico chega a declarar no último versículo do capítulo vinte e um dos Juízes que: “Naqueles dias não havia rei em Israel; cada um fazia o que lhe parecia melhor.”

Emocionado e com lágrimas nos olhos, fechei a enciclopédia e foi então que pude ver, que estava com um grande exemplar da Bíblia Sagrada em minhas mãos e lendo o livro de I Samuel, capítulo doze. Pensei comigo mesmo: Deus é o mesmo, Ele criou a todos nós, Ele não muda. Se Samuel pôde ter esse comportamento íntegro há três mil anos atrás, como político em meio ao seu povo, com certeza, hoje, ainda há homens com o mesmo caráter e estilo de vida. Sei que é difícil, porém, não é impossível encontrá-lo entre milhares. Deixei a biblioteca satisfeito por haver encontrado o político honesto de um passado distante. Agora, reinicio minha jornada, procurando encontrar esse homem político com caráter íntegro dos dias presente. Com certeza assim que o encontrar, lhe comunicarei!

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      95
      Compartilhe