Por pbagora.com.br

A partir dos fatos verificados na política de João Pessoa, nos últimos 20 ou 30 dias, é razoável avaliar que o pré-candidato à Prefeitura de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), tem um pé firme no segundo turno.

O cenário da política tem a mesma dinâmica das nuvens ao impacto do vento: tudo pode mudar de repente, é verdade. Mas, avaliando os desdobramentos dos últimos dias e a pobreza de capacidade eleitoral dos concorrentes, dá pra imaginar que tudo tem conspirado em favor da pré-candidatura de Cícero.

Ainda falta a Cícero Lucena – como já dissemos- pelo menos um esboço de projeto de gestão, para fundamentar o seu discurso de pré-campanha. Mas aí é outra história.
Independente do discurso e do projeto seja pelo histórico, densidade eleitoral, mais os apoios relevantes que têm conseguido, sobretudo do governador João Azevedo, Cícero é quem melhor se apresenta no cenário atual de pré-campanha visando a sucessão do prefeito pessoense, Luciano Cartaxo (PV).

Muito mistério

No mais, nada estará definido no cenário político de João Pessoa, até que se resolva a pendência inerente às condições legais de Ricardo Coutinho, para disputar a Prefeitura.
É consenso entre observadores políticos, com Ricardo o cenário será um; sem ele, é outro completamente diferente.

Estando Ricardo Coutinho elegível e na raia da disputa, não há dúvidas nenhuma de que seria ele a disputar com Cícero um eventual segundo turno das eleições municipais em João Pessoa.

Ocorre que, para os lados do PSB, tudo é muito misterioso, ainda; há muitas indefinições etc. e tal. O que, diga-se de passagem, dificulta (e muito) qualquer avaliação do quadro, sobretudo projeções a respeito.

Mas, enquanto as coisas não se definem neste campo, Cícero se apresenta como o pré-candidato mais forte, com mais densidade eleitoral e que, sem dúvida, não será fácil derrotá-lo.

Na terrinha

Na cidade de Serraria, a pré-campanha vive clima de “vira, vira, vira, voroouuu!”.
É que o partido do prefeito Petrônio de Freitas, PSD, cuja gestão é muito bem avaliada, tem convenção marcada para o próximo sábado.

Gravita nas rodas políticas da cidade que a oposição rachou e, na undécima hora, uma das duas bandas irá surgir na convenção pessedista para compor uma aliança.

O racha da oposição teria posto, de um lado, o empresário do turismo Erasmo Rocha; do outro, o agente fiscal Walter Carvalho (Careca), ex-prefeito do município.
A se confirmar o zum-zum-zum dos bastidores, e se, de fato, uma das bandas vai aderir ao projeto do prefeito, tem tudo para ser a banca capitaneada por Erasmo Rocha.
Aguardemos…

 

Wellington Farias

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ruy anuncia plano para transformar mercados em polos gastronômicos e turísticos

Determinado a promover a retomada do crescimento econômico de João Pessoa, o pré-candidato a prefeito Ruy Carneiro anunciou neste sábado uma série de ações para reconfigurar os mercados públicos da…

Tecnologia: Cícero afirma que pessoense terá “prefeitura na palma da mão”

Os serviços públicos precisam ser eficientes e devem estar sempre acessíveis para a população. É com esta certeza que o candidato do Progressistas à Prefeitura da capital, Cícero Lucena, lançou…