A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: Bolsonaro não dá a mínima pra Wallber e Gilberto. A não ser para pedir votos

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A deslealdade com os correligionários tem sido uma marca registrada do “mito” Jair Bolsonaro.

Faça uma lista de quantos aliados de Bolsonaro – incluindo os de primeira hora – foram jogados fora como sabugo que a porca chupa.

A fila é grande. Vai do deputado federal Julian Lemos ao ex-herói nacional e ex-juiz federal Sérgio Moro. Sem falar no tal Olavo de Carvalho – o astrólogo metido a filósofo – que, segundo a imprensa, foi abandonado por Bolsonaro e está desesperado porque foi condenado a pagar uma a fortuna ao cantor Caetano Veloso.

Bolsonaro não é ruim apenas para o Brasil. É também para seus aliados, a quem a lealdade tem prazo curto de validade.

Entre nós
Vejamos aqui na província da Paraíba: quem mais se aventura em quebrar lanças para defender Jair Bolsonaro e seu governo, além dos deputados estaduais Wallber Virgolino e Cabo Gilberto? Ninguém, absolutamente ninguém.

Pode-se discordar totalmente das opções políticas e da ideologia dos dois, mas não se pode negar que são os mais bravos defensores do bolsonarismo no território paraibano; os caras que vão pra linha de frente para defender o Jair Bolsonaro, independente até de quanto possa respingar sobre o futuro político deles o desgaste cada vez maior do “mito” perante a opinião pública brasileira.

Zero à esquerda
É quanto parece valerem o Cabo Gilberto e Wallber Virgolino para Jair Messias Bolsonaro.

Ambos não têm prestígio nenhum. Não são chamados pra nada nas ações do Governo Federal em território paraibano. Nem para compor à turma de cicerone dos ministros os deputados bolsonaristas paraibanos são chamados.

Na semana passada estiveram na Paraíba três ministros do Governo Bolsonaro. Convidados, entre outros: o governador João Azevêdo; o prefeito Cícero Lucena, ambos adversários do bolsonarismo. Cabo Gilberto e Wallber Virgolino não passaram nem na porta de onde os ministros estavam.

Desculpa
Não vale a desculpa esfarrapada que os ministros não vieram para fazer política, mas para tratar de assuntos administrativos. Ora, todo mundo e a mulher de Seu Raimundo sabem muito bem que é nos eventos administrativos que os políticos gostam de estar presentes, de aparecer, para amealhar simpatia como corresponsáveis pelos benefícios trazidos para o Estado.

E como explicar, então, a presença de outros políticos que não apoiam o Governo Bolsonaro?

Cabos
A verdade nua e crua é: tanto o deputado Wallber Virgolino quanto o deputado Cabo Gilberto não têm importância nenhuma para o Governo Federal.

Tem, sim, para Bolsonaro. Mas apenas para cabalar votos para ele nas eleições.

Aguardemos 2022…

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe