Por Elcio Nunes

O grande e excelente jornalista J. R. Guzzo, diretor editorial da revista Exame e colunista da revista Veja, no dia de hoje deu uma declaração triste sobre a bancada evangélica que atua no Congresso Nacional. Em suas palavras: “a mesma tem valor três vezes zero (0)”, e que nós os evangélicos, não somos representados por ninguém naquela casa. Fazendo referência aos 9×2 do STF, e ao silêncio ensurdecedor dos nossos representantes federais que não se mobilizaram em um único momento e de um modo covarde viu deixar nas mãos dos governadores e prefeitos o poder de fechar ou não igrejas nos seus estados e cidades.

Nunca me esqueço quando o presidente José Sarney fez a estripulia para conseguir um ano a mais no seu pífio mandato de quatro anos, o que conseguiu através de uma proposta do deputado federal evangélico Mattews Yanssen pelo Mato Grosso. No programa do Geraldo Freire, Debates Populares, pela Rádio Jornal do Comércio, Recife, o então deputado federal naquela época, Maurílio Ferreira Lima, assim se expressou, em relação à bancada evangélica, que naquela época era bem pequena, porém, já jogava bem no sistema de interesses individuais. “Pensei que essa bancada havia chegado ao nosso meio para fazer a diferença, porém, estamos vendo o contrário, está se deixando comprar pelo sistema corrupto e famigerado”.

Após trinta anos dessa triste afirmação, a frase do Dr. Maurílio, continua em pé. Temos uma bancada evangélica em grande parte corrompida e que não nos representa. Trabalham para seus próprios interesses e a favor de grupos poderosos. Nos 9×2 de ontem, pôs a cabeça entre as pernas e se deu por satisfeita. Em 2022, virá com cara lavada pedir voto em nossos santuários e, com certeza, nossos líderes em sua maioria abrirão as portas para esses vilões do evangelho. É tempo de darmos um basta nessa pouca vergonha!

Por Elcio Nunes

Notícias relacionadas

“O Avante estará na chapa majoritária de João”, diz presidente da ALPB

O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB), em entrevista a imprensa nesta terça-feira (11), garantiu que o Avante, legenda controlada no estado pela sua mulher a prefeita de Pocinhos…

MP investiga prefeita de Bayeux por suposta contratação de fantasmas

A prefeita de Bayeux, Luciene de Fofinho (PDT), está sendo investigada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), através da Promotoria de Justiça de Bayeux, por supostamente usar a Secretaria de…