A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: Azevêdo é favorito, mas num cenário em que só ele é pré-candidato

A pesquisa divulgada com exclusividade pelo PBAgora,  numa parceria com o Instituto Datavox, apenas veio confirmar o que está na boca do povo e faz tempo: o favoritismo notório do governador João Azevêdo dentre os nomes cogitados para disputar o Governo.

Governador com mandato garantido até o início de janeiro de 2022, João Azevêdo é candidato à reeleição.

Para contextualizar: de acordo com o que foi noticiado pelo portal, a pesquisa Datavox/PBAgora foi divulgada nesta quinta-feira (25) trazendo novos números da corrida eleitoral na Paraíba para as eleições de 2022 com a modalidade estimulada e aponta o atual governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), na liderança da disputa pela sucessão estadual com 38,4% das intenções de voto. Em segundo lugar aparece o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) com 11,5%. Já o senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB) surge na terceira posição com 7,5% e o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), é o 4º com 6,2%.”

O veneno
Desde o início do processo eleitoral,  começando pelas pré-candidaturas,  o governador da Paraíba vem sendo mencionado como franco favorito, seja nas especulações,  nas análises e em comentários de bastidores. Existe uma unanimidade sobre a situação privilegiada do pré-candidato João Azevêdo.

A pesquisa divulgada hoje pelo PBAgora deve servir para João Azevêdo como confirmação de sua confortável situação, estando sempre disparado à frente de todos os outros.

O que o governador da Paraíba não deve é confiar demais no veneno; deitar em berço esplêndido em razão do favoritismo verificado neste momento.

Até porque este favoritismo não é total e absolutamente confiável.  Por que? Ora, porque João Azevêdo é Franco favorito num cenário virtual, em que ele e somente ele é pré-candidato; is demais são nomes mencionados ou cogitados.

O favoritismo verdadeiramente confiável ainda está para acontecer. Quando seria? Ora, quando todas as candidaturas estiverem postas e confirmadas. Aí, sim: a partir daí se terá um retrato fiel da realidade. E se continuar favorito,  já dá pra comemorar.

Observe que os demais nomes mencionados nas pesquisas não estão com pré-candidaturas postas.

Pedro Cunha Lima é pré-candidato? Não. Ele e o PSDB ainda estão apostando que Romero será o candidato fãs oposições; Romero vai concorrer à sucessão estadual? Tudo indica que não, e que ele está inclinado a se aliar ao governo.
O senador Veneziano também aparece na pesquisa como preferido de uma parcela dos eleitores. Ora, mas ele vai concorrer ao governo? Ele não é aliado de Azevêdo?!

Conclusão: o quadro retratado na pesquisa é real, mas João Azevêdo não deve considerar nada, até que as candidaturas estejam definidas.

PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe