Por pbagora.com.br

Fazendo uso das suas redes sociais o presidente estadual do PT, na Paraíba Jackson Macêdo, criticou o processo de condução da justiça que investiga o escândalo da ‘Operação Calvário’. Segundo ele, está havendo por parte do poder judiciário dois pesos e duas medidas, tendo em vista que a defesa dos acusados, até agora não tiveram acesso aos vídeos das delações, enquanto alguns meios de comunicação vem obtendo tais ‘provas’ para divulgar nos meios de comunicação do estado.

“Advogados dos réus, da Operação Calvário já pediram acessos aos vídeos das delações do caso e até agora não foram atendidos pela justiça. Enquanto isso, todas as noites assistimos as delações na TV Cabo Branco em um tenebroso espetáculo midiático de condenações antecipadas. Realmente, a Lava-Jato fez escola no Brasil”, disse Jackson ao criticar a condução do processo.

O petista paraibano, fez com seu post, uma alusão a suposta perseguição dos responsáveis pela ‘Operação Lava- Jato’, ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Notícias relacionadas

JP: homem se esconde embaixo de cama, mas é morto a tiros

Um homem foi assassinado na noite de ontem (3), no bairro de Cruz das Armas, em João Pessoa. Segundo informações da polícia, a vítima teria se escondido debaixo da cama…

Empresa não pode ser responsabilizada por danos em medidor instalado na parte externa do imóvel

Seguindo o voto do desembargador José Ricardo Porto, relator da Apelação Cível nº 0800501-38.2018.815.0731, a Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba entendeu que a empresa JP Distribuidora…