Fazendo uso das suas redes sociais o presidente estadual do PT, na Paraíba Jackson Macêdo, criticou o processo de condução da justiça que investiga o escândalo da ‘Operação Calvário’. Segundo ele, está havendo por parte do poder judiciário dois pesos e duas medidas, tendo em vista que a defesa dos acusados, até agora não tiveram acesso aos vídeos das delações, enquanto alguns meios de comunicação vem obtendo tais ‘provas’ para divulgar nos meios de comunicação do estado.

“Advogados dos réus, da Operação Calvário já pediram acessos aos vídeos das delações do caso e até agora não foram atendidos pela justiça. Enquanto isso, todas as noites assistimos as delações na TV Cabo Branco em um tenebroso espetáculo midiático de condenações antecipadas. Realmente, a Lava-Jato fez escola no Brasil”, disse Jackson ao criticar a condução do processo.

O petista paraibano, fez com seu post, uma alusão a suposta perseguição dos responsáveis pela ‘Operação Lava- Jato’, ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Veja o post:

https://www.instagram.com/p/B7E2TQYJUrNvIFMNPF88NmtMRQcjrewpd-eWcc0/

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

RC não vai a evento da FJM e reacende tese de que PSB estaria se desvinculando da sua imagem

Foi só o ex-governador Ricardo Coutinho não comparecer ao primeiro evento realizado em 2020 pela Fundação João Mangabeira, a qual ele preside, na última terça-feira (21) no Tocantins, para que…

Ex-secretário de Saúde de Cabedelo revela sua decepção com Vitor Hugo e se diz traído pelo gestor

A tarde já adormecia quando cheguei à residência de Dr. André Luiz Barbosa Bezerra de Lima, ex-secretário de Saúde de Cabedelo e pré-candidato daquela cidade portuária a prefeito pelo PDT.…