Por pbagora.com.br

Fazendo uso das suas redes sociais o presidente estadual do PT, na Paraíba Jackson Macêdo, criticou o processo de condução da justiça que investiga o escândalo da ‘Operação Calvário’. Segundo ele, está havendo por parte do poder judiciário dois pesos e duas medidas, tendo em vista que a defesa dos acusados, até agora não tiveram acesso aos vídeos das delações, enquanto alguns meios de comunicação vem obtendo tais ‘provas’ para divulgar nos meios de comunicação do estado.

“Advogados dos réus, da Operação Calvário já pediram acessos aos vídeos das delações do caso e até agora não foram atendidos pela justiça. Enquanto isso, todas as noites assistimos as delações na TV Cabo Branco em um tenebroso espetáculo midiático de condenações antecipadas. Realmente, a Lava-Jato fez escola no Brasil”, disse Jackson ao criticar a condução do processo.

O petista paraibano, fez com seu post, uma alusão a suposta perseguição dos responsáveis pela ‘Operação Lava- Jato’, ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Executiva do PT de JP cancela live onde se pronunciaria sobre candidatura de Anísio

Após o diretório nacional do PT desistir de apoiar a candidatura de Anísio Maia (PT) para a Prefeitura Municipal de João Pessoa, executiva municipal do Partido anunciou que realizaria nesta…

“Um lapso devido ao cansaço”, justifica Walber após declaração infeliz sobre defesa da corrupção

Pré-candidato à prefeitura de João Pessoa pelo Patriotas, o deputado estadual Walber Virgolino, que também é delegado da Polícia Civil, classificou como um ato falho ocasionado pelo cansaço uma frase…