Pode estar a caminho a criação de uma “super” agremiação da direita brasileira, com a fusão de PSDB, DEM e PSD. As direções das três siglas começaram a discutir a fusão em uma única legenda para disputar as eleições de 2022. Para o presidente do Democratas em João Pessoa, deputado estadual Filipe Leitão (DEM), essa fusão só faz sentido se o controle dos cargos da sigla ficar com o DEM.

Ainda não se discutiu qual seria o nome do novo partido, por isso os dirigentes envolvidos avaliam que ele não será concretizado a tempo das eleições municipais do ano que vem. “O principal empecilho a essa junção era o [Gilberto] Kassab [presidente do PSD]”, diz um dirigente tucano que participa das negociações.  “Mas nas últimas discussões ele [Kassab] mostrou uma mudança de postura e acredito que é apenas uma questão de tempo para amadurecermos esse projeto. A ideia é ter tudo concretizado até 2021 para dar tempo de participar com o novo partido das eleições em 2022”, diz o político do PSDB.

Ao ser indagado sobre essa possibilidade o presidente do DEM-JP disse: “Nós só aceitamos a fusão se for para sermos generais. Essa discussão realmente vem existindo, mas diante do momento em que vivemos, diante do momento que vive a nossa legenda, só admitimos fusão se for para o nosso partido ficar com o protagonismo”, opinou Felipe.

 

Redação

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Deputado rechaça declaração sobre morte de Lula, mas defende pena da morte

O deputado estadual Cabo Gilberto (PSL), comentou as declarações à imprensa do deputado federal Coronel Tadeu (PSL-SP) onde afirmou, no último sábado, que não vê a hora “do Lula morrer”.…

Cabo Gilberto confirma que se for convocado por Bolsonaro disputará PMJP

O presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve anteontem (11) na cidade de Campina Grande, interior da Paraíba, onde participou da entrega do Complexo Aluísio Campos. Ao desembarcar no Aeroporto João…