Por pbagora.com.br

O presidente Estadual do PPS, Nonato Bandeira, e o empresário Artur Bolinha foram eleitos para integrar o Diretório Nacional do Partido, durante o Congresso realizado neste final de semana, em São Paulo. A delegação paraibana no evento foi composta ainda pelo vereador pessoense Bruno Farias, o executivo Ronaldo Guerra e o sindicalista Carlos Claytom.

O PPS reuniu delegados eleitos em seus Estados em Congressos que antecederam o evento nacional iniciado na sexta e concluído neste domingo. Além de nomes de expressão do partido, como o Deputado Roberto Freire e o Senador Cristovam Buarque, o Congresso contou com as presenças do Vice Governador Márcio França (PSB), da Juíza Denise Frossard, que deve voltar à política nestas eleições, e do ex-Ministro da Cultura Marcelo Calero, que se filiou ao PPS para disputar uma vaga na Câmara Federal pelo Rio de Janeiro.

“Novo pacto entre o estado e a sociedade brasileira”, “O Brasil no mundo em transformação” e “Desenvolvimento Sustentável e Inclusão Social” foram os temas-base que nortearam a discussão política do partido. O presidente Roberto Freire disse que esta discussão “trata-se de uma ruptura não de nossa história, mas de nossa concepção e de nossa prática, para que façamos o efetivo ‘aggiornamento’ (“atualização”, em italiano) das nossas práticas políticas”.

O vereador Bruno Farias, que defendeu a mudança de nome do partido para atualizar-se aos novos tempos, com a inclusão dos movimentos civis que surgiram no Brasil, disse que o PPS como um todo saiu revigorado deste Congresso.

“E a Paraíba em particular sai ainda mais fortalecida, pronta para os desafios eleitorais que se apresentam. Já temos novas filiações para anunciar nos próximos dias, visando a disputa proporcional e também uma reunião marcada com os pequenos e médios partidos que farão a aliança proporcional dentro da chapa majoritária do PSB encabeçadas pelo companheiro João Azevedo”, informou o vereador que também vai disputar uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado.

A nova composição nacional da sigla deixa o ingresso do deputado federal Pedro Cunha Lima, nos quadros do partido, cada vez mais distante. 

Pedro estava sendo sondado para se filiar ao partido, mas avisou que só se filiaria caso a legenda não apoiasse o governador Ricardo Coutinho (PSB), tese abortada pelos atuais dirigentes paraibanos.

 

Na foto: Delegação paraibana no Congresso Nacional do PPS que terminou neste domingo em São Paulo: Artur Bolinha, Ronaldo Guerra, Bruno Farias, Nonato Bandeira e Carlos Claytom.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Saiba como funcionará o sorteio do horário eleitoral das emissoras de JP

A Justiça Eleitoral da Paraíba realizará na sexta-feira (2), o sorteio do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão para as Eleições 2020 na capital. O sorteio acontecerá às…

Lucas de Brito é o vereador da CMJP com maior patrimônio declarado à Justiça

Com apenas 35 anos, exercendo seu segundo mandato na Câmara Municipal de João Pessoa, o vereador Lucas de Brito, do PV, é o parlamentar com maior patrimônio declarado à Justiça…