Por pbagora.com.br

TSE nega recurso do PSDB contra propaganda do Governo do Estado: ‘a mensagem não contém elementos expressos de pedido de voto’

O ministro Hamilton Carvalhido, do Tribunal Superior Eleitoral, manteve ontem a decisão do Tribunal Regional Eleitoral que julgou improcedente as ações do PSDB e do Ministério Público Eleitoral contestando a mídia institucional do Governo do Estado da Paraíba veiculada na televisão, sob a acusação de propaganda eleitoral antecipada.

O PSDB e o MPE entraram com quatro recursos no TSE, que foram analisados em conjunto pelo ministro Hamiton Carvalhido. Em todos eles a decisão foi de negar seguimento. Segundo o ministro, o Tribunal Regional Eleitoral, ao analisar os fatos entendeu não caracterizado o desvirtuamento da publicidade institucional, ou seja, a mensagem veiculada não contém elementos expressos de pedido de voto.

"Entendo que se é autorizado até três meses antes do pleito a veiculação de propaganda institucional, se esta, não contendo elementos expressos de pedido de voto ou texto aparatoso que busque convencer o eleitor quanto candidaturas no pleito que se aproxima, devo ponderar a decisão evitando ingressar no subjetivismo puro para lhe dar conotação de propaganda eleitoral", assinala o ministro Hamilton Carvalhido.

 

 

 

Do Lana Caprina

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Lei garante ‘visita hospitalar virtual’ para internados com covid-19 na Paraíba

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, sancionou de forma tácita, a lei que estabelece o direito de “vista hospitalar virtual” por meio de vídeo-chamada aos familiares de…

Opinião: Se Romero mira 2022, precisa entender o recado recente das urnas

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, prestou declarações recentes para a imprensa deixando claro que voltar a alimentar as aspirações de concorrer ao Governo da Paraíba. Deve, portanto, disputar…