Por pbagora.com.br

Os deputados Anísio Maia (PT) e Wallber Virgolino (Patriotas) interpretaram os números da pesquisa divulgada nesta quarta-feira (3) pelo instituto Paraná Pesquisas que avaliou a gestão do presidente da República Jair Bolsonaro. O estudo apontou queda na aprovação do presidente.

O levantamento aponta que a maior parte dos brasileiros está descontente com a gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Segundo a pesquisa, 49% dos entrevistados responderam que desaprovam a administração, enquanto 46,3% disseram aprovar a sua gestão.

Em entrevista a emissora de rádio de João Pessoa, os deputados estaduais Wallber e Anísio analisaram os números. Wallber, que é um defensor da gestão, tentou descredibilizar a pesquisa e garantiu que a população brasileira aprova Bolsonaro e irá reelegê-lo em 2022.

– Pesquisa no Brasil não vale nada. Os institutos de pesquisas divulgam as pesquisas com as medidas de que as encomenda e a gente sabe que grande parte da imprensa, grande parte da mídia quer Bolsonaro fora. A gente sente nas ruas a importância do presidente Bolsonaro e não tenho dúvidas que Bolsonaro ganhará no primeiro turno nas Eleições de 2022 – garantiu Virgolino.

Já o deputado petista Anísio Maia afirmou que mesmo com a elevada rejeição a Bolsonaro, ainda é uma surpresa ver a quantidade de gente o apoia diante dos erros que comete na Presidência da República.

– Minha surpresa não é com aqueles que desaprovam, pois isso é natural diante do desastre que aí está a nossas portas. Eu fico surpreso é por ver tantos brasileiros que ainda acreditam nesse desastre que é Jair Bolsonaro. É um presidente que não resolveu nenhum dos grandes problemas do Brasil e já está com dois anos de governo. Ainda por cima, ele brinca com uma doença que é devastadora para o mundo e para o Brasil. Um governo desse, que ‘chacoteia’ com a saúde do povo e brinca com coisa séria e ainda ter tantos brasileiros acreditando, sinceramente, é de lamentar muito – avaliou Anísio.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Mesmo sob novo comando, CMCG é criticada por ‘dormir nas suas atribuições’

A mudança de comando na presidência da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) em nada alterou o andamento do trabalho legislativo. Pelo menos é essa a percepção do vereador Olímpio Oliveira…

Estados liderados por bolsonaristas encabeçam mortes por covid-19; veja posição da Paraíba

Um estudo feito pela unidade de inteligência do portal Congresso em Foco mostra que os estados que mais votaram em Jair Bolsonaro no primeiro turno das eleições presidenciais de 2018…