Por pbagora.com.br

O Procurador Geral do Estado da Paraíba, Fábio Andrade, confirmou, durante entrevista na tarde desta sexta-feira (26), que a gestão estadual acionará a justiça contra os municípios classificados no Plano do Novo Normal com bandeiras vermelha e laranja que insistirem em editar decretos com medidas menos restritivas do que as estipuladas no decreto estadual durante o feriadão para conter a pandemia da Covid-19.

Andrade lembrou que o procedimento seguirá a mesma norma adotada no último decreto, quando a prefeitura de Campina Grande emitiu uma norma paralela, autorizando o funcionamento de bares e restaurantes, e teve que voltar atrás da decisão por determinação judicial, cujo entendimento é de que prevalecerá – em caso de conflito – a medida mais restritiva.

“Quanto o estado determina o fechamento de alguma atividade, ou a suspensão ou a sua paralisação, o município só pode editar alguma regra mais restritiva. Não adianta município editar uma regra se o estado suspende o funcionamento da atividade. Nós já vimos isso acontecer recentemente. Foi perguntado se Campina Grande iria abrir algumas atividades diferentes do decreto, e realmente fez, e como eu disse naquela época – se fizer, nós precisaremos acionar a justiça e evidentemente a justiça vai fazer valer a regra mais restritiva e isso aconteceu. Agora é a mesma lógica. Não adianta o município editar um decreto menos restritivo se o decreto estadual é mais restritivo. O judiciário já reiterou que valerá, em caso de conflito, a norma mais restritiva”, explicou.
O procurador ainda ressalta que quem não estiver com essas bandeiras (vermelha e laranja) não terá essa limitação imposta pelo decreto estadual.

“O governo espera a parceria, a colaboração e a adesão à regra que está sendo estabelecida. É mais que óbvio que não agrada a ninguém estabelecer restrições de atividades ou limitação, mas é obvio também que vivemos uma pandemia que está obrigando todos nós a mudar de vida. A população precisa colaborar, ser parceira do poder publico e com isso dá uma ajuda à contenção dos casos e dos óbitos para que, a partir do dia 05 de abril, voltemos ao funcionamento mais próximo do normal possível”, emendou.

PB Agora

Notícias relacionadas

2021 terá edição do maior São João do Mundo, em CG, só que de forma virtual

O ano de 2021 terá mais uma edição do maior São João do Mundo, em Campina Grande, na Paraíba. A festa, no entanto, terá adaptações por conta da pandemia do…

Em 20 dias de mandato, Léo Gadelha já apresentou 16 proposituras na Câmara

O deputado federal Leonardo Gadelha, do PSC, tomou posse no mandato na Câmara em 31 de março  e em apenas 20 dias de mandato já protocolou 16 propostas legislativas. A…