A Paraíba o tempo todo  |

MP investiga suposta funcionária fantasma que atuava na Câmara de Cajazeiras enquanto morava no Rio Grande do Sul

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A Promotoria de Justiça Cumulativa de Cajazeiras, através da promotora Sarah Araújo Viana de Lucena, abriu inquérito para investigar um suposto caso de funcionário fantasma na Câmara de Vereadores do município.

De acordo com a promotora, a investigação tem como fundamento uma denúncia realizada à ouvidoria do Ministério Público da Paraíba, dando conta de que a servidora Wygnna Beatriz Dantas Braga da Silva estaria, desde 2018, morando no Rio Grande do Sul e recebendo os vencimentos da Casa Legislativa.

Em consulta ao Sagres, a reportagem do PB Agora confirmou que ela atuou na Casa como secretária parlamentar e recebeu, entre 2018 e 2019, período em que, de acordo com a denúncia, já estaria morando no Rio Grande do Sul, cerca de R$ 15 mil. Ela foi desligada da Câmara de Cajazeiras no final de 2019.

Wygnna foi intimada para participar de uma audiência com a Promotoria no dia 25 deste mês para prestar esclarecimentos sobre a suposta prática que enseja em improbidade administrativa.

Confira:

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe