Por pbagora.com.br

O juiz Sérgio Moro negou, nesta sexta-feira, o pedido de liberdade ao ex-deputado cassado Eduardo Cunha. Em seu despacho, Moro responde acusações feita por Cunha em artigo publicado nesta quinta-feira na Folha de São Paulo, onde o ex-deputado diz que que não houve qualquer fato novo para ensejar sua prisão preventiva, “salvo a necessidade de me manter como troféu”.

No texto, Cunha disse que poderá, junto com a família, ser retaliado por Moro pela publicação do artigo, mas frisou que não poderia ficar calado “diante do que acontece”. O magistrado rebateu o ex-deputado:

— A manutenção da preventiva não é retaliação, mas o necessário cumprimento da lei — disse Moro, que lembrou que em decisões recentes o ex-ministro Teori Zavascki já havia tido entendimento semelhante.

Na quarta-feira, ao final de quase três horas de depoimento a Moro, Cunha leu uma carta manuscrita em que se defendeu das acusações e apelou por sua liberdade por questões de saúde. Cunha disse na carta que sofre de aneurisma cerebral, ‘semelhante ao caso da ex-primeira-dama Marisa Letícia’ e que, Complexo Médico Penal de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, onde está preso, não está sendo submetido a nenhum tipo de tratamento.

Jornal Extra

Notícias relacionadas

PMJP autoriza aulas presenciais do Ensino Fundamental II e apresentações musicais

A Prefeitura de João Pessoa publicou novo decreto na noite de ontem(18) no Semanário Oficial. As novas medidas de enfrentamento e prevenção à pandemia de Covid-19 serão válidas desta segunda-feira…

Ana Cláudia participa de lançamento do programa ‘Prato Cheio’, que amplia distribuição de refeições a pessoas em situação de rua em Campina

A Secretária Estadual de Desenvolvimento e Articulação Municipal da Paraíba, Ana Cláudia Vital do Rêgo, esteve presente nesta segunda-feira (19) no lançamento do programa ‘Prato Cheio’, que distribui mil refeições…