A Paraíba o tempo todo  |

Ministro paraibano derruba no Tribunal de Contas da União sigilo sobre medicamentos vencidos no Ministério da Saúde

Fachada do Ministério da Saúde na Esplanada dos Ministérios

O Tribunal de Contas da União determinou a suspensão do sigilo sobre dados de medicamentos vencidos mantidos nos estoques do Ministério da Saúde . O senador Alessandro Vieira e os deputados Felipe Rigoni e Tabata Amaral acionaram o TCU após o general da reserva Ridauto Fernandes, diretor de Logística da Saúde do governo, decidir, no ano passado, ampliar o sigilo sobre os estoques.

O ministro paraibano Vital do Rêgo, que proferiu a decisão, alegou que “falta plausibilidade” na justificativa de Fernandes para impor o sigilo. O militar disse que a divulgação de informações poderia atrapalhar novas aquisições, já que todos saberiam as principais necessidades da pasta, abrindo caminho para a elevação de preços de medicamentos considerados essenciais.

Ele também afirmou que o sigilo “configura prejuízo ao controle social, à transparência dos atos da administração pública e ao direito à informação”. No ano passado, remédios, vacinas e insumos vencidos sob a gestão Bolsonaro somaram R$ 240 milhões.

Da Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      6
      Compartilhe