O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou hoje (7) para garantir a parlamentares estaduais as mesmas prerrogativas de deputados federais e senadores, que somente podem ser presos em flagrante por crime inafiançável e com aprovação da Casa Legislativa a que pertencem.

O voto de Moraes é o segundo a favor de imunidade penal a deputados estaduais. Na sessão de ontem (6), o julgamento foi suspenso após empate no entendimento sobre o assunto. No entendimento do ministro, os parlamentares estaduais têm as mesmas garantias dos parlamentares federais, mesmo se não estiverem previstas nas constituições estaduais.

“O legislador constituinte originário, ele estendeu expressamente no parágrafo 1º, do artigo 27, essas normas obstáculo, ou seja, as imunidades”, disse.

Faltam os votos dos ministros Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Celso de Mello e da presidente, Cármen Lúcia.

 

Agência Brasil

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: por que Wallber não inclui os grandes sistemas de comunicação na mira de sua CPI?

Não estou a fim de me contrapor ao Sindicato dos Jornalistas da Paraíba, entidade à qual sou filiado e de cuja Diretoria já participei. Não, não serei contra a instituição…

“Em hipótese nenhuma”, avisa Manoel Jr sobre tese de desistir da disputa

Em resposta as declarações recentes da secretária de Planejamento na Prefeitura de João Pessoa, Daniella Bandeira, que se filiou ao Partido Verde, encabeçado na Paraíba pelo prefeito de João Pessoa…