A 4ª Promotora de Justiça de Patos, Mariana Neves Pedrosa Bezerra, do Ministério Público da Paraíba, pediu o arquivamento de ações contra Dinaldinho, que foi afastado do cargo de prefeito desde o dia 14 de agosto de 2018 por decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba a pedido do Ministério Público da Paraíba.

O afastamento se deu em meio a investigações da Operação Cidade Luz, que apontou a existência de fraudes nos contratos de iluminação pública da cidade de Patos.

A decisão, segundo a promotora foi baseada no fundamento de que na ação civil pública não havia a comprovação de que houve a prática de ato de improbidade administrativa.

Vale ressaltar que na decisão de arquivamento a promotora destaca que futuramente a ação pode vir a ser reaberta em virtude do aparecimento de novas informações e dados relevantes para a continuidade das investigações.

Também é válido lembrar que o arquivamento foi da ação Civil, o processo criminal, que culminou com o afastamento de Dinaldinho da prefeitura, continua tramitando.

 

PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Pedro responsabiliza grupo do PSB por baixas no PSDB em CG

Após ver o PSDB na Paraíba ficar fragilizado sob o seu comando, perdendo inclusive todos os seus representantes na Câmara Municipal de Campina Grande, principal base política da família, o…

“Ação rápida, sem alarde e sem demagogia” declara Aguinaldo sobre corte de R$ 150 milhões da Câmara

Durante sessão plenária virtual na noite dessa terça-feira (07), o deputado federal e líder da Maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas), parabenizou o presidente da Casa, Rodrigo Maia pelo anúncio do corte…