O líder da situação na Câmara Municipal de João Pessoa, Tavinho Santos (PTB), declarou na noite desta quinta-feira (12) ao Portal PB Agora que não há razão para a abertura de uma CPI ou suspensão do contrato entre a SP Alimentação LTDa e a prefeitura de João Pessoa, apesar da empresa estar envolvida em diversos escândalos na distribuição de merenda escolar pelo país afora.

Segundo ele, a empresa preencheu todos os requisitos do edital de licitação e não apresenta indício de irregularidade no contrato em João Pessoa. “Estão querendo fazer uma ligação que não existe. Não há indício de irregularidade algum e então não há motivo para se abrir CPI ou suspender nada”, disse Tavinho.

A proposta de CPI foi sugerida pela vereadora oposicionista, Raissa Lacerda (DEM). Ela declarou ao PB Agora que vai discutir o assunto com a bancada de oposição na Câmara, que reinicia seus trabalhos no dia 17.

A SPI Alimentação LTda foi citada com uma das empresas investigadas pelo Ministério Público em São Paulo sob suspeita de participar em grandes esquemas de fraudes em licitação no Brasil.

PB Agora
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cássio não sinaliza disputar PMCG e diz que Romero conduzirá processo

Apesar da acolhida calorosa dos campinenses durante a entrega das casas do Complexo Aluízio Campos ocorrida nessa segunda-feira (11), o ex senador Cássio Cunha Lima (PSDB) praticamente descartou a possibilidade…

Para debater a PB, rixa entre adéptos de Lula e Bolsonaro deve ficar de lado, diz Efraim

O deputado federal Efraim Filho (Democratas) declarou que espera que no Brasil, nem tampouco na Paraíba, volte o tempo em que a bandeira política definia se um estado ou município…