Por pbagora.com.br

O prefeito de Pedras Fogo, Dedé Romão (Cidadania), está sendo acusado pelos servidores públicos do município de não pagar o 13º salário, deixando os trabalhadores numa situação drástica e vexatória.

Nesta quinta-feira (31), a servidora Jussara Lima denunciou o descaso de Dedé Romão com o funcionalismo nas redes sociais. Ela também associou o não pagamento do 13º à derrota do grupo do prefeito nas últimas eleições municipais.

Jussara Lima também insinuou que o prefeito tenha usado os servidores na campanha derrotada do seu sobrinho Lucas Romão a prefeito da cidade.

“Prefeito Dedé Romão fizemos nosso trabalho, somos trabalhadores, ficamos do seu lado. Não temos culpa de ter perdido uma eleição. Fizemos nossa parte, trabalhamos o ano todo e não ter nem direito ao décimo terceiro, isso é absurdo e vergonhoso. Não aceito mimimi. É direito do trabalhador”, postou a servidora no Facebook.

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Oito leis aprovadas: Wilson Filho foi um dos que mais trabalhou em 2020 pela saúde na pandemia

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) fez um balanço de suas ações em 2020 no combate à pandemia do novo coronavírus. O parlamentar foi um dos mais produtivos da Assembleia…

Políticos repudiam postura de Ney ao supostamente estirar dedo para Maranhão

Políticos paraibanos reagiram com indignação a postura do senador Ney Suassuna, que supostamente teria gesticulado com gesto ‘pejorativo’ ao falar da evolução do quadro de saúde do senador José Maranhão…