Por pbagora.com.br

Cinco capitais suspenderam a aplicação da segunda dose da Coronavac. A imprensa, o atual ministro da Saúde Marcelo Queiroga atribuiu a falta da vacina à decisão do ex-ministro da pasta Eduardo Pazuello, em março, de ampliar a imunização com o estoque reservado para a segunda dose.

“Decorre da aplicação da segunda dose como primeira dose. Logo que houver entrega da CoronaVac, [o problema] será solucionado”, disse o atual ministro.

Interromperam a imunização com a Coronavac Aracaju, Porto Alegre, Fortaleza, Porto Velho e Rio de Janeiro. Salvador só tem a vacina para quem deveria ter tomado nos dias 29 e 30.

Em Macapá, há 1.600 doses no estoque, mas o número não é suficiente para vacinar todos os idosos que aguardam na fila.

Redação com O Antagonista

Notícias relacionadas

Opinião: a força do PP nas eleições de 2022 pode mudar o cenário político na PB

Em política, nada é desprezível. Gostando, ou não, o próprio homem é um recipiente político. A filosofia explica tal fato. Aristóteles formulou um pensamento próximo ao que escrevi. Claro! Meu…

Inclusão social: João entrega ginásio do Instituto dos Cegos

O governador João Azevêdo esteve, nesta segunda-feira (17), no Instituto dos Cegos da Paraíba Adalgisa Cunha (ICPAC), em João Pessoa, ocasião em que entregou o ginásio paradesportivo José Belarmino de…