A Paraíba o tempo todo  |

Maranhão prepara Veneziano

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A ascensão do prefeito de Campina Grande à presidência do PMDB é um recado velado do governador José Maranhão ao prefeito Ricardo Coutinho (PSB). É como se ele estivesse preparando o prefeito de Campina Grande para embates vindouros, seja num futuro próximo ou num futuro mais distante. E dizendo: “Eu tenho sucessor”.

De qualquer forma, Maranhão faz ameaça velada a adversários e a “amigos” ao garantir a Veneziano o posto maior no comando do PMDB.

Ao assumir a presidência do PMDB, o prefeito de Campina terá condições de estadualizar ainda mais seu nome. E sem a necessidade de ser excessivamente polido, como exige o cargo do governador, pode comprar umas brigas que Maranhão, por exercício da função, teria que renunciar.

Por exemplo, o presidente do PMDB pode simplesmente cobrar que o governo do PMDB tenha Guilherme Almeida em seus quadros administrativos.

Pode também exigir que o partido tenha mais espaços nas administrações municipais dos aliados, como é o caso de João Pessoa. Tudo sem criar uma crise institucional entre governo e administrações municipais.

Mas está na cara que Veneziano não entra no PMDB para comprar brigas. Pelo menos por enquanto, ele entra para assustar aqueles que pensam que só têm Maranhão como adversário. 

 

Soltas

As aulas de Mário Rosa – No livro a Era do Escândalo, o consultor de comunicação, Mário Rosa, diz uma coisa que deveria servir de oração para aqueles que atuam com a informação pública, como é o caso da Secretaria de Comunicação do Governo do Estado. Em situação de crise, dê o máximo de informações possíveis aos jornalistas. Porque imprensa sem informação é uma imprensa especulativa.

Não se justifica, portanto, o jogo de esconde-esconde que a comunicação e os delegados do Estado adotaram quando da prisão de um jovem envolvido em tumulto durante evento que contava com a presença do governador Maranhão. 

No lugar de esconder a informação, teria sido melhor divulgá-la ao máximo. Para evitar especulações. Muitas delas prejudiciais ao próprio governo.
 

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe