O senador José Maranhão questionou o anúncio do possível corte de verbas do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs) e advertiu que cortar pela metade as verbas é o mesmo que extinguir o órgão. “É esquisito que no momento em que se fala de política de responsabilidade em relação à preservação das barragens no país, se queira extinguir o único órgão que tem tratado desta questão com eficiência e seriedade. Porque o Dnocs já está sucateado e cortar metade de quase nada é como extinguir”, declarou.

José Maranhão destaca que nenhum órgão da administração pública federal tem papel tão importante nas políticas de convivência com a seca como o Dnocs. “A história das secas no Nordeste é o maior testemunho do trabalho eficiente do Dnocs, que tem estudos e planos de execução de grandes obras no perímetro do semiárido nordestino”, ressaltou.

O alerta de que o Governo Federal deverá contingenciar verbas do Orçamento Geral da União para o órgão foi feito pelo diretor-geral do Dnocs, Angelo Guerra. Segundo ele, o corte de quase 50% das verbas da autarquia pode levar à paralisação de projetos de combate aos efeitos da seca no Nordeste.

O coordenador do Dnocs na Paraíba, Alberto Gomes Batista, pede apoio dos parlamentares com a formação de uma Frente Parlamentar Federal em Defesa da Manutenção e Preservação do Dnocs. Ele lembra que o corte de verbas comprometeria todas as obras de modernização e manutenção de barragens sob responsabilidade do órgão.

O senador José Maranhão informou que pretende marcar uma audiência com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, para tratar do assunto.

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Decisão de deixar liderança do PSB na CMJP é irreversível, diz Bezerra

O vereador e agora ex-líder do PSB na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Léo Bezerra, declarou durante entrevista a uma emissora de rádio de João Pessoa, na tarde desta…

“Crime contra o povo nordestino”, diz Anastácio sobre intenção de Bolsonaro em privatizar transposição do São Francisco

O deputado federal paraibano Frei Anastácio (PT) criticou o decreto de número 9954/2019, assinado por Jair Bolsonaro, no dia 5 de setembro, que dispõe sobre o processo de privatização da…