O deputado federal Manoel Júnior declarou na tarde desta segunda-feira (16) que não pretende deixar o PSB ou romper politicamente com o prefeito Ricardo Coutinho, presidente estadual do partido, apesar de confirmar que a prefeitura está exonerando seus aliados da administração municipal.

Júnior afastou a tese de que estaria interessado na consulta formulada pelo deputado Wilson Santiago (PMDB) sobre novo partido. “Apesar de achar que tem muita querendo o contrário, vou ficar no PSB onde defenderei minhas teses com base na ética e naquilo que acho certo”, declarou Júnior.

O parlamentar entrou em rota de colisão com parte do PSB quando criticou proposta de apoio da aliança do prefeito Ricardo Coutinho e o ex-governador Cássio Cunha Lima. E ainda por cima defendeu a convocação do deputado Guilherme Almeida para o governo Maranhão III.

“Não sei se as exonerações dos meus aliados são um sinal, mas se for tem que ser público. Enquanto não é público, reiterou minha disposição em defender a administração do prefeito Ricardo Coutinho, que é quem tem o direito de nomear e exonerar funcionários em João Pessoa”, declarou.

PB Agora
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Genival Matias reúne prefeitos de sua base em encontro com Veneziano

Na sede do partido Avante em João Pessoa, o vice-presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Genival Matias, reuniu prefeitos de sua base aliada em um encontro com o Senador…

JP: vereadores tentam justificar prazo vencido para apresentação da LOA 2020

A proposta da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020, da Prefeitura Municipal de João Pessoa, apesar de já está com prazos vencidos de apresentação na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP),…