Com as expectativas dos setores da saúde pública mundial e nacional do crescimento de casos do coronavírus no Brasil, o sistema de saúde pública do Estado da Paraíba, já se antecipa e começa a adaptar alas do Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande receber pacientes.

Os trabalhos de reforma para isolar duas alas da estrutura do maior hospital do interior do estado já começaram. Ao todo, serão instalados cerca de 30 leitos de UTI e mais 30 enfermarias dotadas de isolamento e estrutura para os profissionais atuarem.

As entradas para o novo espaço também estão sendo criadas, inclusive com rampas de acesso exclusivo de pacientes contagiados pelo Covid-19. A expectativa é toda estrutura seja concluída nos próximo 15 dias.

De acordo com o secretário de Saúde do estado, Geraldo Medeiros, a meta é garantir que a unidade tenha também a capacidade de atender possíveis pacientes. “O Governo do Estado está empenhado e preocupado em ampliar leitos dotados desta estrutura, por isso que antecipar essa capacidade se faz necessário neste momento” declarou.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião – Depois da pandemia virá a mais difícil tarefa para os governantes: o ressurgir das cinzas

A tarefa prevista para os chefes de Executivo, em todos os níveis, para o pós-pandemia, não é missão para qualquer um. Principalmente no tocante aos governadores de Estado. Ao final…

Sogro e genro são mortos a tiros durante discussão em Bayeux

No final da manhã desta quarta-feira (27), dois homens foram assassinado com vários tiros, na comunidade conhecida como “Matadouro”, no bairro do Sesi, em Bayeux. De acordo com informações policiais,…