A Paraíba o tempo todo  |

Lula quer que novos ministros garantam continuidade de obras do governo

Os dez novos ministros brasileiros devem atuar para garantir a continuidade das obras já iniciadas pelo atual governo. Essa será a mensagem que o presidente Lula vai transmitir em sua primeira reunião com o grupo que entra no governo depois que ministros se retiraram para concorrer às eleições, marcada para esta segunda-feira (5).

Para o presidente, este não é o momento de parar, mas sim de trabalhar muito mais para que o governo não perca o seu ritmo de trabalho. Lula falou sobre o assunto em seu programa de rádio semanal “Café com o presidente”.

 

O presidente ressaltou que as alterações nos ministérios não significam mudanças no governo do ponto de vista “das diretrizes que já estão definidas, das obras que já estão contratadas”. “Até porque nós entendemos que não é possível, faltando nove meses para terminar o mandato, alguém imaginar começar uma obra nova, tentar inventar um outro programa. Ou seja, nós precisamos consolidar todos os programas que já estavam em andamento, concluir aqueles que precisam ser concluídos e que podem ser concluídos”, afirmou o presidente, citando programas como o PAC e o Minha Casa, Minha Vida.

Lula explicou ainda que optou por promover secretários executivos para as vagas porque eram pessoas que já estavam mais próximas dos ministros. “Optei por levar esses companheiros ao cargo de ministro e permitir que eles concluam as obras em que eles próprios já estavam trabalhando. Nós vamos fiscalizar muito mais, trabalhar muito mais junto dos ministros, para que as coisas aconteçam com maior rapidez”, disse.

Na reunião desta segunda, o presidente também quer falar aos novos ministros sobre a situação econômica do país. “Estamos seguros de que 2010 será um ano muito importante para o Brasil. No primeiro trimestre, a gente já mostrou claramente o crescimento da política industrial, da agricultura, da construção civil, da geração de empregos. Precisamos passar para os ministros novos essa visão que nós estamos tendo do governo e estabelecer com eles uma regra de trabalho”.

Lula disse ainda que os próximos nove meses podem ser “a chance da vida” para os novos ministros. “É a oportunidade da vida deles, a chance de fazer um trabalho extraordinário e marcar a sua passagem pelo governo”, disse Lula. Ele afirmou ainda que, mesmo no final do mandato, não é o momento de parar, mas de trabalhar ainda mais. “Eu até já falei para a Marisa, ‘se você achava que eu estava trabalhando muito, pode se preparar porque daqui para a frente, nós vamos ter que trabalhar muito mais’. No final do mandato nós temos que trabalhar mais. Trabalhar muito mais, porque as coisas estão para acontecer exatamente agora”, resumiu o presidente.

 

G1

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe