A Paraíba o tempo todo  |

“Lula não deveria ter sido preso”, diz bolsonarista, após ter acusado o STF de parcialidade

O deputado estadual e líder da oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Cabo Gilberto, ferrenho aliado do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) e critico feraz do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula (PT), surpreendeu em uma sessão remota nesta semana, quando voltou atrás ao criticar a prisão do petista no período anterior as eleições de 2018.

“Lula não deveria ter sido preso e era ele que o presidente Jair Bolsonaro deveria ter enfrentado nas eleições”, disse Cabo Gilberto ao dizer que foi completamente contrário à prisão do ex-presidente Lula pelo juiz Sérgio Mouro.

Recentemente Gilberto confrontou o presidente do PT na Paraíba, Jackson Macêdo que defendeu que o presidente Jair Bolsonaro fosse preso após as manifestações do dia 7 de setembro, por conta das pautas antidemocráticas como o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF), entre outras defendidas por ele e seus apoiadores, além de seu pronunciamento, que ainda conforme Jackson afronta a Constituição, o deputado estadual Cabo Gilberto (PSL), rebateu as críticas. Segundo o bolsonarista, caso não tivesse existido “ativismo político do STF”, Lula é quem deveria estar preso.

“Qual foi o crime que o presidente cometeu? O presidente não cometeu nenhum crime. Quem está cometendo crime é o ministro do STF, que está tentando contra a democracia. Se fosse para prender os petistas, se não tivesse uma suprema corte totalmente com ativismo judicial, que prende pessoas de bem e solta bandidos. Com certeza teria muitos do PT presos, principalmente o grande líder, que é o Lula”, disse Cabo Gilberto.

Redação

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe