O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), defendeu nesta quinta-feira (5) uma reforma política “ampla, séria e efetiva” que debata, inclusive, o tempo de mandato do presidente da República.

Numa conversa com o presidente da Assembléia Legislativa do Amapá, Jorge Amanajás, o senador ressaltou que o próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva “não aceita a tese do terceiro mandato ou qualquer outra iniciativa neste sentido”.

José Sarney acrescentou que, pessoalmente, defende um mandato maior para o presidente da República e o fim da reeleição. A seu ver o mandato de quatro anos é curto, mas afirmou que caberá ao Congresso debater e decidir sobre essa questão.

As informações foram divulgadas à imprensa em nota da assessoria de comunicação da presidência do Senado.

Fonte: Agência Brasil

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Duelo dos girassóis: foi deflagrado o rompimento do grupo político de RC e João

Fontes palacianas informaram ao PBAGORA que o caminho é sem volta. “Está rompido”, disse um interlocutor que não quis se identificar, referindo-se ao rompimento entre o ex-governador Ricardo Coutinho e…

Líder na ALPB diz ser contra privatização das BRs 101 e 230 na Paraíba

Em entrevista à imprensa paraibana o ex-deputado federal e líder do bloco governista o deputado estadual Wilson Filho (PTB) opinou sendo contrário, a inclusão dos trechos das BRs 101 e…