Por pbagora.com.br

Começa nesta quarta-feira (15), no Rio de Janeiro, o Fórum Econômico Mundial para a América Latina, que será aberto pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em evento marcado para as 11h.

 

O objetivo do fórum é discutir como a região está enfrentando a crise econômica mundial, que afeta as perspectivas de crescimento e de geração de emprego da América Latina.

O fórum vai apresentar as novas estimativas de crescimento para os países latino-americanos em 2009. Com a participação de empresários e executivos de diversos setores, as plenárias vão discutir saídas para que a América Latina cresça acima da média mundial em um momento em que organismos internacionais já falam em recessão para este ano.

Ainda dentro da discussão sobre a crise mundial, o Fórum Econômico também vai analisar a situação das instituições financeiras da região, além de discutir a redução da oferta de crédito pelo setor privado tradicional. O papel do governo na regulação dos bancos e no incentivo de repasse de dinheiro para fazer girar a economia também será tema de discussões entre hoje e amanhã.

 

Outros temas

Além de economia, questões ambientais, de direitos humanos e de segurança pública também serão abordadas. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, por exemplo, participará de um evento que discutirá como deve ser a política de combate às drogas no continente americano. Haverá também painéis sobre a preservação da Amazônia e segurança alimentar.

O presidente colombiano, Alvaro Uribe, falará sobre a construção de um novo ciclo de desenvolvimento. Dentro deste conceito, haverá um evento dedicado à ampliação dos parceiros comerciais dos países da região, com ênfase para a China. Representantes de Brasil, México e China vão discutir a relação entre as economias chinesa e latino-americana.

G1

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Justiça decreta bloqueio de bens de ex-presidente da Câmara de Cabedelo

A 4ª Vara Mista de Cabedelo deferiu a liminar requerida pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) e decretou a indisponibilidade dos bens até o limite de aproximadamente R$ 801 mil…

Twitter diz que post de Bolsonaro sobre ‘tratamento precoce’ da Covid viola regras

Rede social colocou alerta sobre ‘publicação de informações enganosas’. Este tipo de medida restringe a circulação do tuíte, mas ele continua disponível na rede social. O Twitter colocou por volta…