A Paraíba o tempo todo  |

Ludgério prega diálogo em torno de uma grande aliança para 2022 na PB: “É possível os divergentes convergirem”

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

“É possível os diferentes convergirem para o bem comum” a frase é do deputado estadual Manoel Ludgério, único representante do PSD na Assembleia Legislativa da Paraíba e que ontem, movimentou os bastidores da política paraibana ao declarar à imprensa que apesar do partido estar com a candidatura de Romero Rodrigues posta ao governo do estado, ele até o momento continua favorável a uma reeleição do atual governador João Azevêdo, do Cidadania.

A declaração foi feita através das redes sociais do parlamentar depois de todo o burburinho causado pela afirmação de ontem pela manhã. No texto assinado por ele, Ludgério diz que baseia sua atividade política no diálogo e concorda que mesmo nas divergências – no caso para bom entendedor, as divergências partidárias – duas forças políticas podem se unir em um bem comum.

Ele deu o exemplo da aliança entre PSDB e o PFL no ano de 2002, unindo adversários históricos e fazendo com que Cássio Cunha Lima fosse eleito governador, com Lauremilia Lucena na vice e José Maranhão e Efraim Moraes se consagrando senadores.

“Eu creio que a política a partir de 2002, passou a ser construída com muito diálogo, em 2002, PSDB e PFL, firmaram uma forte aliança, com a união de adversários históricos o que permitiu a vitória de Cássio para Governador. Em eleições posteriores, onde o diálogo foi deixado em 2° plano, não tivemos êxito, falo de 2014, onde defendi a União do PSDB com MDB, Maranhão (in memorian), sendo o nosso Senador, entretanto fui voto vencido” relembrou.

O momento atual no entanto, ainda segundo Ludgério é diferente, sendo tanto João Azevêdo como Romero Rodrigues adeptos ao diálogo, sendo assim, ele mais uma vez aposta em uma política que possa favorecer a população unindo os divergentes.

Ao que tudo indica o parlamentar pretende propor uma grande aliança em torno das eleições do ano que vem, porém deixou claro que caso seja mais uma vez vencido, ficará ao lado dos seus amigos de verdade.

“Vivemos um momento diferente, João Azevedo e Romero Rodrigues, são homens de diálogos, o Prefeito Bruno Cunha Lima tem transitado com pleitos junto ao executivo estadual, isto é saudável, civilizado, mas são demonstrações de que vivemos e precisamos avançar para uma política moderna, e neste aspecto, com um país empobrecido pela pandemia, desemprego, fome, instituições públicas desacreditadas, nada mais saudável para a Paraíba, oferecer ao Brasil, exemplo de que é possível os diferentes convergirem para o bem comum. Se minha sugestão não prosperar, minha decisão sobre 2022, será conduzida pelos meus amigos de verdade, aqueles que estão comigo na dor e na alegria” concluiu.

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      6
      Compartilhe