Por pbagora.com.br

Os vereadores que compõe a bancada governista na Câmara de Gurjão conseguiram derrubar a eleição para a mesa diretora da Câmara Municipal, ocorrida na manhã desta quinta-feira (27). Os parlamentares alegaram que houve irregularidades na votação, especialmente por ter sido realizada de forma secreta.

O advogado José Maviael em sua petição demonstrou ao juiz plantonista que a Lei Orgânica do município prevê o voto aberto e sua desobediência enseja em vício ao processo de eleição.

O juiz Dr Diego Garcia Oliveira concedeu então a tutela de urgência antecipada e determinou que o Legislativo faça imediatamente nova eleição. Ainda segundo o advogado, caso o presidente não convoque novas eleições dentro do prazo, a vereadora mais velha da casa e com mais mandatos, que no caso é Maria Elizete, assumirá a presidência no início de 2019 e convocará novas eleições.

PB Agora com De Olho no Cariri

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

OUÇA: Jackson Macêdo vê tentativa de livrar Moro em decisão de Fachin

Presidente do PT na Paraíba, Jackson Macêdo se manifestou sobre anulação das condenações do ex-presidente Lula no âmbito da Lava Jato. A decisão é do ministro Edson Fachin, relator da…

Opinião: sem pressa para decidir futuro partidário, Nilvan segue no MDB apenas como ‘observador’

Após ter sido derrotado nas eleições de 2020 na disputa pela prefeitura de João Pessoa, o radialista Nilvan Ferreira (MDB) – ferrenho oposicionista da gestão estadual – viu seu principal…