Por pbagora.com.br

“Palanque político”. Foi assim que o deputado Júnior Araújo avaliou a possibilidade de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Calvário, referente a operação do Ministério Público que investiga supostas irregularidades em contratos entre a administração estadual do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) com Organizações Sociais.

O deputado Júnior Araújo disse não haver necessidade da instalação de uma CPI sobre a Calvário. Segundo ele, os fatos apurados já vieram à tona e são públicos. “Uma CPI a aesta altura nada mais é do que um palanque político. Vai investigar o quê? Se já está em fase de denúncia e em andamento para ser julgado. O que traria de novo uma CPI no âmbito da Assembleia Legislativa? Uma vez que o Ministério Público e a própria justiça tem meios próprios mais sofisticados, muito mais modernos para apurar os fatos”, analisou o deputado.

Na avaliação do parlamentar a oposição cumpre seu papel, no entanto, a CPI, se instalada, não irá acrescentar em nada nos fatos que já são públicos. “A oposição tem a intenção de tentar ao máximo sangrar o governo, mas não vejo nada de novo que possa contribuir”, pontuou Júnior Araújo.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Líderes pedem a cabeça de Aguinaldo da liderança da Maioria da Câmara

Sob o comando do líder do PP na Câmara, Arthur Lira (PP-AL), líderes partidários de dez legendas protocolaram ontem (05) um requerimento para que o líder da Maioria na Casa,…

ANÁLISE: Cícero versus Ricardo. Um duelo possível, e até necessário, que entraria para a história

Além de bom para João Pessoa, seria este um duelo para ninguém esquecer; uma refrega eleitoral boa de ver: uma final de eleição para prefeito de João Pessoa disputada, palmo…