Presidente estadual do PSL na Paraíba, o deputado federal Julian Lemos garantiu, durante entrevista nesta quinta-feira (10), que o presidente Jair Bolsonaro permanecerá filiado aos quadros da legenda, sobretudo por ter quase 100% do apoio de seus filiados.

De acordo com o parlamentar, as frases ditas por Bolsonaro e que repercutem na imprensa, não têm fundamento para culminar em crise.

“Essa crise para mim, como posso falar, para ser sincero eu estou passando ao largo dela, porque eu não acredito nessa crise. São frases que o presidente fala, mas não têm fundamento porque o partido vota com ele e eu deixo só o dia passar, no outro dia já é outra coisa. O PSL é um partido que apoia o presidente Bolsonaro em quase 100% e não faz sentido nenhum tipo de racha do presidente com o PSL”, disse.

Sobre a declaração de Bolsonaro de que o partido estaria queimado, que era para um militante ‘esquecer a legenda’, Julian disse que só quem pode explicar as frases do presidente é o próprio presidente.

“Ele é quem pode explicar as declarações dele, eu mesmo não tenho nada para explicar. Eu não acredito de jeito nenhum que ele saia do partido, até porque o partido nem um minuto esteve desafinado com o presidente, não tem uma linha de desafinamento com o presidente. A narrativa é outra”, emendou.

Ainda ontem, após a repercussão das declarações, o presidente nacional da sigla, Luciano Bivar deu declarações de que o presidente Bolsonaro já estaria afastado da sigla. Logo depois a Revista Veja publicou que o presidente teria decidido deixar a sigla. No entanto, em entrevista após a repercussão no partido, Bolsonaro confirmou que ‘por enquanto’ permaneceria na legenda e comparou a briga na agremiação a um desentendimento entre marido e mulher.

“Por enquanto, eu continuo [no PSL]. Não tem crise. Briga de marido e mulher, de vez em quando acontece. O problema não é meu. O pessoal quer um partido diferente, atuante. O partido está estagnado. Não tem confusão nenhuma”, afirmou o presidente à imprensa nacional.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

OUÇA: reitor da UEPB diz que estudante que fez ameaças trancará curso

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professor Rangel Júnior divulgou, através de um áudio compartilhado nas redes sociais, nesta segunda-feira (21), detalhes sobre o caso da suposta ameaça…

Jackson Macêdo é reeleito presidente estadual do PT da PB

A etapa estadual do 7º Congresso Nacional do PT – Lula Livre, definiu novas diretrizes as lutas políticas do Partido dos Trabalhadores na Paraíba (PT/PB). O encontro aconteceu neste sábado…