O julgamento do processo do prefeito de Bayeux, J. Júnior (PMDB), pelo TRE-PB foi adiado para a sessão da próxima sexta-feira.

O prefeito e o vice-prefeito de Bayeux, Jota Júnior (PMDB) e Domiciano Cabral (DEM),  podem ter a cassação de seus mandatos confirmada. No mês de setembro o Ministério Público Eleitoral (MPE) emitiu parecer favorável pela cassação do prefeito de Bayeux, Jota Júnior (PMDB) e do seu vice, Domiciano Cabral (DEM) pela suposta prática de conduta vedada e a realização de novas eleições no município.
 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vereadora da capital é ameaçada de morte pelas redes sociais e Câmara vai acionar PF

As redes sociais são espaços valiosos para difundir propostas e ideias, mas também do lado negativo, também reflete opiniões raivosas. É nesse último caso o que ocorreu nesta terça-feira (17),…

Veneziano entrega carta-renúncia do cargo de secretário-geral do PSB

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) entrega até esta terça-feira (17), à Justiça Eleitoral, o pedido de renúncia para o cargo secretário-geral do PSB, função que foi lhe atribuída…