Por pbagora.com.br
 
 

Em decisão referente a pedido de recontagem de votos nas eleições municipais do município de Bayeux, o juiz Euler Paulo de Moura Jansen, da 61ª Zona Eleitoral em Bayeux, negou pedido feito pelo candidato a vereador no município, Advanilton Vita (PTB).

Como não conseguiu ser eleito, Advanilton alegou “considerar haver divergência ao resultado divulgado oficialmente pelo TSE” e solicitou que os votos fossem ‘contados’ novamente pelo tribunal.

Em sua decisão, o magistrado escreveu que “provavelmente o ex-candidato está com muito tempo livre. Coisa que não temos aqui nesta Justiça Eleitoral nem na Comum da qual continuamos a atuar cumulativamente.”

E questionou o ex-candidato para que apresentasse argumentos que justifiquem a recontagem. “Cadê a prova dessa inconsistência? Trouxe algum BU (boletim de urna) colado em porta de seção que teve voto diferente?”

O Juiz Euler Paulo concluiu sua decisão afirmando: “Se conforme.”

Veja documento

PB Agora

 
 
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Oito leis aprovadas: Wilson Filho foi um dos que mais trabalhou em 2020 pela saúde na pandemia

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) fez um balanço de suas ações em 2020 no combate à pandemia do novo coronavírus. O parlamentar foi um dos mais produtivos da Assembleia…

Leis da ALPB asseguram direitos a paraibanos em prestação de serviços

Quem ficou sem renda, durante a pandemia, sentiu na pele a angústia de ver os boletos chegarem e não ter como arcar com os pagamentos. Já imaginou o desespero de…