O juiz substituto da 1ª Vara Federal da Bahia, André Jackson de Holanda Maurício Júnior, intimou nesta quarta-feira (31) o presidente Jair Bolsonaro e seu terceiro filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), a explicarem a nomeação de Eduardo para ser embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

Holanda deu até esta sexta-feira (2) para que o deputado e o presidente se manifestem.

A decisão do juiz se deu após pedido do deputado federal Jorge Solla (PT-BA), que afirmou que o presidente cometeu o crime de nepotismo. Leia a íntegra.

O petista usou das declarações públicas do presidente e de seu filho para defender que há falta de qualificação para o cargo. “Como pode ser adequado ou até legal a nomeação de seu descente, sendo que este aduz ser adequado para o cargo por ter realizado intercâmbio e fritado hambúrgueres?”.

O ministro das Relações Exteriores brasileiro, Ernesto Araújo, confirmou no último dia 26 que o Brasil já enviou para o governo dos Estados Unidos a consulta para a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) como embaixador no país norte americano. Na diplomacia, essa consulta é chamada de agrément.

 

Congresso em Foco

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Seleção empata contra Nigéria e mantém sequência de quatro jogos sem triunfo

A Seleção Brasileira empatou em 1 a 1 mais um amistoso, neste domingo (13), contra o time da Nigéria. O jogo aconteceu em Singapura, às 9h de Brasília. Com o…

“Tudo vai depender da situação de cada município”, diz Wilson Santiago sobre efeitos das mudanças eleitorais para 2020

Indicado pelo presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, como o coordenador  no Nordeste  responsável pelas eleições municipais de 2020, o deputado federal paraibano e presidente estadual do PTB Wilson Santiago,…