A Paraíba o tempo todo  |

Jackson Macêdo sobre decisão do STJ que condenou Dallagnol: “A justiça foi feita”

O presidente do PT da Paraíba, Jackson Macêdo, comentou a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que condenou o ex-procurador federal Deltan Dallagnol a indenizar em R$ 75 mil o ex-presidente Lula no famoso caso do PowerPoint, ocorrido em 2016. Na ocasião, Deltan convocou uma coletiva de imprensa e, dentre outras coisas, chamou Lula de “maestro” e “comandante” de um esquema criminoso.

Para Jackson, após mais de cinco anos, “a justiça foi feita”.

“Fundamentalmente, foi uma decisão jurídica, óbvio, mas teve um caráter pedagógico muito forte. O Ministério Público tem uma importância muito grande para o nosso país. Agora, ninguém está acima da lei. O Ministério Público tem que entender que existem limites na investigação. Você não pode acusar ninguém sem provas. Você chega numa entrevista coletiva, abre um Power Point acusando publicamente uma pessoa sem mostrar as provas contra uma pessoa”, comemorou.

Ainda de acordo com o dirigente, a decisão do STJ dá argumentos à tese de que Lula teria sido vítima de “perseguição política, midiática e jurídica “.

“Reforça a tese de que Lula sofreu uma perseguição política, midiática e jurídica a partir de quadrilha que foi montada em Curitiba e era comandada por Moro e Dallagnol”, concluiu.

 

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe