O presidente do PT na Paraíba, Jackson Macêdo ironizou a saída de Nelson Teich do ministério da Saúde, antes mesmo de completar um mês no cargo.

Jackson engrossou o coro de críticas com relação à segunda demissão ocorrida no ministério em meio a maior crise sanitária da história do país causada pelo novo coronavírus.

De forma irônica o presidente do PT declarou que o presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores irão dizer, a partir da saída de Teich, que ele é comunista e por isso teria pedido demissão.

“E nasce mais um comunista. Alguém salve o Brasil pelo amor de Deus” declarou Jackson ao repercutir a demissão de Teich.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Futuro presidente do TSE já admite possibilidade de adiamento das eleições

O novo coronavírus está mexendo não só com a saúde da população mundial e brasileira, mas aqui no país também pode mudar as datas do primeiros e segundo turnos das…

Tréplica: em nota, associação do MP repudia declarações de RC contra entidade

A Associação Paraibana do Ministério Público (APMP) divulgou, nesta segunda-feira (25), nota de repúdio para rebater as declarações do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), em ‘live’ pelas redes sociais…