Por pbagora.com.br

Apesar da ‘guerra fria’ entre os candidatos Bruno Cunha Lima (PSD) e Artur Bolinha (PSL) para se posicionar como candidato de Bolsonaro na disputa pela prefeitura de Campina Grande, nas eleições municipais desse ano, o deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB), que também é candidato à sucessão municipal minimizou a importância do presidente da República na disputa, justamente pelo fato de o embate ser localizado.

“A eleição é municipalizada. A figura do presidente Bolsonaro não interfere nem tem como interferir. São problemas municipalizados, ressaltou.

Inácio disse que, em sendo eleito prefeito, terá de se relacionar com o presidente em busca de projetos relevantes para a cidade e assim o fará.

“Não haveria problema (de relacionamento). De forma algum ou de nenhuma hipótese. Nós temos que ter uma visão muito mais ampla. Nada impede que eu possa me sentar e discutir projetos relevantes para Campina Grande”, ressaltou.

Essa é a primeira vez que Inácio tenta um mandato no executivo. Ele já foi vereador em Campina Grande por quatro mandatos, e, atualmente, está no seu segundo mandato como deputado estadual.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente do Podemos em Bayeux protocola pedido de CPI contra Luciene

O presidente do Podemos da cidade de Bayeux, Ary Júnior, protocolou no final da manhã desta quinta-feira, dia 29, um pedido de CPI e que também solicita o afastamento imediato…

PB Agora/Datavox: gestão João é aprovada por 63,4% em Nova Floresta

A gestão do governador João Azevêdo (Cidadania), no município de Nova Floresta, segue em alta. Pesquisa realizada pelo Instituto Datavox, em parceria com o portal PB Agora, apontou que 63,4%…