Por pbagora.com.br

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), confirmou neste sábado 04, ao portal Diário do Poder na coluna do jornalista Claudio Humberto que o nome preferido para ocupar o comando da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado é o do paraibano Senador Raimundo Lira (PMDB).

Segundo a coluna, o preferido do presidente do Senado, Eunício Oliveira, para a CCJ, é Raimundo Lira (PB), com Antônio Anastásia (PSDB-MG) de vice. A comissão é a responsável por analisar as escolhas de novos ministros do STF e sabatinará o substituto do ministro Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF), tão logo o nome seja indicado pelo presidente Michel Temer.

A CCJ é uma comissão estratégica em relação à Operação Lava-Jato. Além do papel decisivo na aprovação de leis que podem afetar as investigações — anistia para caixa dois eleitoral e nova lei de abuso da autoridade, por exemplo —, pode inviabilizar o nome indicado para substituir Teori Zavascki ao sabatiná-lo. Há precedentes. O último ministro do STF indicado pela ex-presidente Dilma Rousseff, Luiz Edson Fachin, em 2015, passou por um verdadeiro pelourinho. Seu nome chegou ao Senado no dia 22 de abril e somente foi aprovado no plenário em 19 de maio, depois de duramente questionado na CCJ pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES). Ironicamente, Fachin é um dos nomes mais cotados para ser o novo relator da Lava-Jato.

Redação

Notícias relacionadas

Gestão Luciene de Fofinho comprou 12 mil testes para covid pelo triplo do preço

A gestão da prefeita de Bayeux Luciene de Fofinho (PDT) está mais uma vez no radar do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Desta vez, o órgão ministerial investiga a suspeita…

João Azevêdo diz que relação com Ministério da Saúde não é uma deferência ao Governo

O governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), rechaçou qualquer tese de proximidade política com o governo Bolsonaro após o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Medeiros, ressaltar a importância do…