Por pbagora.com.br

O Hospital e Maternidade Maria Júlia Maranhão, em Araruna, e que tem a prefeita Wilma Maranhão (PMDB) como uma das proprietárias está sendo acusado de atrasar o salário dos funcionários desde o mês de agosto.

A denúncia foi feita por um grupo de servidores da unidade de saúde. Eles relatam que a empresa responsável pelo pagamento tem atrasado o pagamento e até agora ninguém recebeu décimo terceiro.

Uma comissão chegou a se dirigir até o Ministério Público Estadual para denunciar o descaso, mas, por causa do recesso de fim de ano, não conseguiu formalizar a reclamação.

Apesar de ser uma empresa privada, o hospital tem como uma de suas proprietárias a prefeita de Araruna, Wilma Maranhão (PMDB), cujo aliado político, Luiz Azevedo, o Lulinha (PMDB) foi derrotado por Vital Costa (PP) nas eleições de outubro passado.

Um dos funcionários que denunciou o problema no pagamento dos salários disse que a equipe já estava “acostumada” com a demora, porque eram constantes os atrasos, mas acrescentou que a situação verificada atualmente excede os limites dos trabalhadores. Ainda segundo ele, apesar disso o hospital e maternidade continuam atendendo normalmente.
 


Redação

Notícias relacionadas

Ruy cumpre agenda com prefeitos da PB e garante emendas para saúde, educação e infraestrutura

O deputado federal Ruy Carneiro cumpriu uma agenda intensa de visitas para efetivar compromissos com prefeitos de várias cidades paraibanas. Em dois dias visitou quatro cidades: Pilõezinhos, Cuitegi, Logradouro e…

Opinião: Cícero embarca só na reeleição de João ou leva os Ribeiros e o partido?

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), já teria manifestado incondicional apoio à reeleição do governador João Azevedo (Cidadania). Pelo menos foi o que revelou, com absoluta exclusividade, o…