Um homem espancado dentro de um mercadinho na última terça-feira (25) morreu na madrugada deste domingo (30) no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela família na Central de Polícia Civil, Paulo Porfírio de Araújo, 57 anos, foi encontrado desacordado, dentro do local onde trabalha, após a família chamar por ele e perceber que uma pessoa saía do estabelecimento.

O caso aconteceu por volta das 16h em um mercadinho da rua Vereador Arrojado Lisboa, no bairro do Monte Santo, em Campina Grande. Segundo depoimento da família à polícia, ao chamar pelo proprietário do estabelecimento, um homem saiu do local com as roupas sujas de sangue. Ao entrar no mercadinho, a vítima foi encontrada espancada e ao redor dele havia várias garrafas quebradas.

O homem foi socorrido e levado para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas após cinco dias de internação, não resistiu aos ferimentos e morreu. Ainda de acordo com o boletim, a família disse que o estabelecimento da vítima foi assaltado várias vezes, mas que ele nunca teria reagido.

Os familiares disseram que não sabem se roubaram algo do local. De acordo com a polícia, até as 6h30 desta terça-feira (2), nenhum suspeito foi localizado.

 

Redação com G1

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Galdino não descarta nova suspensão das atividades na ALPB: “Vamos acompanhar o Governo”

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, nesse fim de semana, não descartou a possibilidade de ampliar o prazo de suspensão das atividades presenciais. A Assembleia também…

Combate ao coronavírus: emenda de Wilson garante 65 ventiladores e PB conta agora com 580

O deputado Wilson Filho (PTB) destinou R$ 7,8 milhões em recursos para a compra de 65 ventiladores pulmonares, 175 camas para leitos e um tomógrafo que serão usados para reforçar…