Em longa entrevista concedida a uma emissora do Brejo paraibano essa semana, o deputado estadual licenciado Hervázio Bezerra (PSB) enalteceu, entre outras coisas, sua amizade com o ex-senador Cícero Lucena e, pela primeira vez publicamente, revelou detalhes do rompimento político com o tucano na época que decidiu marchar ao lado do então governador Ricardo Coutinho (PSB).

Hervázio deixou claro que tinha e tem uma amizade sincera por Cícero Lucena, todavia lembrou que a política não se faz com coração, mas sim com habilidade, e por isso deve ser separado o joio do trigo, ou seja – política e amizade.

“A política é isso, nós disputamos votos, mas a amizade tem que se sobrepor à política. Muitas vezes, pelas circunstâncias você é compelido e toma uma decisão de não acompanhar um amigo, mas a amizade tem que prevalecer. Tinha e tenho uma amizade muito forte a Cícero Lucena. Sempre tive uma amizade mais forte a Cícero do que a Cássio, fui seu secretário, fui seu líder, fui presidente da Câmara na sua gestão. Ninguém jamais me ouviu falar ou proferir qualquer ataque à honra, à dignidade, à história de Cícero. Porque é aquela história, eu quando deixei o grupo de Cícero e fui fazer parte do grupo de Ricardo, pouca gente sabe disso, mas eu fui na casa de Cícero comunicar a ele que estava deixando o PSDB. Ele travou, ficou atônito. Mas são as circunstâncias da política”, revelou.

A história de Hervázio hoje tenta se repetir com outro ator – João Azevêdo. Hervázio decidiu marchar ao lado do atual governador porque também considera a forma como Ricardo Coutinho (PSB) tirou Edvaldo Rosas (PSB) do comando da sigla foi errada.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Combate ao coronavírus: emenda de Wilson garante 65 ventiladores e PB conta agora com 580

O deputado Wilson Filho (PTB) destinou R$ 7,8 milhões em recursos para a compra de 65 ventiladores pulmonares, 175 camas para leitos e um tomógrafo que serão usados para reforçar…

Sob o comando de Pedro Cunha Lima, PSDB fica sem representante na CMCG

O presidente do PSDB paraibano, deputado federal Pedro Cunha Lima que também é filho do ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB), parece não ter o mesmo poder de persuasão do pai…